quarta-feira, 22 de novembro de 2017

V Fest Frango terá mais uma vez concursos da “Galinha mais Glamourosa” e “O Maior Comedor de Frango”; inscrições já estão abertas

CONCURSO-DA-GALINHAA programação da V Feira de Avicultura do Trairi (Fest Frango) conta com várias atrações durante os três dias de evento, duas delas, são os divertidos concursos da “Galinha mais Glamourosa” e “O Maior Comedor de Frango”, ambos acontecem no primeiro dia da feira (30 de novembro).
As inscrições para os concursos já estão abertas e podem ser feitas na sede da secretaria municipal de Cultura (Teatro Candinha Bezerra), das 08h às 12 e das 14h às 17h, de forma gratuita. Os melhores colocados nos concursos receberão prêmios.
O V Festa Frango acontece durante três dias (30 de novembro, 01 e 02 de dezembro). O evento é realizado pela Prefeitura de Santa Cruz com o patrocínio do Governo do Estado, por meio da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) e as parcerias com Sebrae/RN, Guaraves Alimentos, Abrasel, SESI, Fiern e Sesc.


Ivanildo Ferreira participa de mobilização nacional em Brasília/DF que trata sobre a crise dos Municípios e do funcionamento das UPAs

IVANILDINHO-OKO prefeito em exercício de Santa Cruz/RN, Ivanildo Ferreira, cumpre agenda administrativa em Brasília/DF e participa da Mobilização Nacional Municipalista que faz parte da campanha “Não Deixem os Municípios Afundarem”, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).
Ivanildo Ferreira esteve presente na Sessão Solene, realizada na manhã desta terça-feira (21), no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados. Em destaque, pauta do movimento e a situação de crise financeira dos Municípios. “Mais uma oportunidade dos gestores poderem externar a gravidade da crise que os Municípios enfrentam e de cobrar por soluções”, ressaltou o prefeito em exercício.
O evento reuniu lideranças municipalistas, presidentes de entidades estaduais e prefeitos, que tiveram a oportunidade de falar sobre a pauta do movimento e a situação de crise financeira dos Municípios do alto da tribuna da Casa legislativa.
Funcionamento das UPAs
Na parte da tarde, Ivanildo Ferreira participou do encontro que reuniu dezenas de gestores com o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, e com o ministro da Saúde, Ricardo Barros. O ponto central do debate foi a desburocratização dos processos que envolvem as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), muitas com a parte física concluída, mas sem equipamentos para funcionar, situação da unidade de Santa Cruz e de tantas outras espalhadas pelo Brasil.
Liderados pelo presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, os gestores externaram os entraves na manutenção dos  UPAs em alguns casos, em outros, o problema é a falta de recursos para a aquisição dos equipamentos necessários para fazer a unidade de saúde funcionar.
Para o ministro do TCU, Augusto Nardes, a falta de planejamento do Governo Federal, na gestão que criou o projeto das UPAs , gerou o esse problema atual. "Tenho trabalhado fortemente em torno de uma tese de governança no Brasil. O que foi feito foi falta de planejamento, ou seja, passar a responsabilidade para os Municípios. E eles tem uma série de exigências que não conseguem cumprir. A responsabilidade está posta não somente em relação às UPAs, mas também a creches", disse.
Já o ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que sua pasta pretende dar o suporte necessário os Municípios. "Estamos dispostos a cooperar no que for necessário. Vamos nos livrar das amarras burocráticas", concluiu.

Sem reforma, 80% do Orçamento irão para a Previdência em 10 anos, diz Meirelles

Da Agência BrasilBrasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participa de audiência pública na Câmara dos Deputados sobre o panorama da economia e a composição da dívida pública brasileira (Wilson Dias/Agência Brasil)O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (22) que vê possibilidades concretas de aprovação da reforma da Previdência. Após participar de reunião no Palácio do Planalto, o ministro afirmou que o debate não pode mais ser adiado.
"Caso a reforma previdenciária não seja aprovada, em dez anos, 80% do Orçamento da União será ocupado apenas com o pagamento da Previdência. E esse percentual vai seguir subindo nos anos seguintes até que não haverá mais recursos para segurança, educação, saúde", destacou Meirelles.
De acordo com o ministro, a proposta original foi alterada no Congresso, com a retirada de pontos polêmicos, entre eles o tempo mínimo de contribuição.
"O tempo mínimo de contribuição na proposta original era de 25 anos. Agora, vai passar para 15. Porém, quem contribuir por 15 anos e atingir a idade mínima receberá 60% do teto da aposentadoria", acrescentou.
Segundo Henrique Meirelles, com os ajustes na reforma da Previdência haverá uma economia aos cofres públicos de 60% do que era previsto na proposta original do governo. Conforme o ministiro, o montante a ser economizado em dez anos seria R$ 780 bilhões.
O tema reforma da Previdência será novamente debatido nesta quarta-feira à noite, durante jantar no Palácio da Alvorada, reunindo o presidente da República, Michel Temer, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). o ministro Henrique Meirelles, governadores e paralamentares da base aliado do governo.

Supremo suspende julgamento sobre registro civil de transexual

André Richter 
Um pedido de vista do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio suspendeu hoje (22) o julgamento da Corte sobre a possibilidade de transexuais alterarem o nome no registro civil sem a realização de cirurgia de mudança de sexo. Atualmente, a alteração nos documentos oficiais não é permitida porque não está prevista na legislação, mas várias pessoas tiveram o direito reconhecido em decisões individuais na Justiça. Não há data para retomada do julgamento.
Até o momento, há cinco votos a favor da mudança no registro sem a obrigatoriedade da cirurgia. Os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber seguiram entendimento do relator, Dias Toffoli.
De acordo com o ministro relator, a legislação atual sobre registros públicos garante ao transexual o direito subjetivo de alterar seu nome ao passar ou não por uma cirurgia de mudança de sexo.
Segundo Toffoli, todo cidadão deve exercer plenamente seu direito de personalidade, e os regimes jurídicos não podem restringir direitos de quem rejeita sua identidade genética e se identifica psicologicamente com o gênero oposto.
“A mudança do prenome e do sexo registral visa a garantir a efetividade de gênero da pessoa, a qual ficará suscetível a toda espécie de constrangimentos na vida civil, ainda que não realizada por qualquer razão a cirurgia de resignação de gênero”, disse Toffoli.
Recurso
A Corte julga um recurso contra decisão da Justiça do Rio Grande do Sul que negou autorização para que um cartório local aceitasse a inclusão do nome social como verdadeira identificação civil. Os magistrados do estado entenderam que deve prevalecer o princípio da veracidade nos registros públicos.
Ao recorrer ao Supremo, a defesa do transexual alegou que a proibição de alteração do registro civil viola a Constituição, que garante a “promoção do bem de todos, sem preconceitos de sexo e quaisquer outras formas de discriminação”.
“Vislumbrar no transexual uma pessoa incapaz de decidir sobre a própria sexualidade somente porque não faz parte do grupo hegemônico de pessoas para as quais a genitália corresponde à exteriorização do gênero vai frontalmente contra o princípio de dignidade humana”, argumentou a defesa.
Atualmente, transexuais podem adotar o nome social em identificações não-oficiais, como crachás e formulários de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A administração pública federal também autoriza o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de travestis e transexuais desde abril do ano passado.
O nome social é escolhido por travestis e transexuais de acordo com o gênero com o qual se identificam, independentemente do nome que consta no registro de nascimento.

Desembolsos de recursos do BNDES caem 20% nos dez primeiros meses do ano

Cristina Indio do Brasil
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou queda de 20% nos desembolsos entre janeiro e outubro de 2017, se comparado ao mesmo período do ano anterior. De acordo com a instituição, foram R$ 55,1 bilhões liberados. O valor de aprovações somou R$ 54,4 bilhões, o que representou redução de 13% entre janeiro e outubro de 2017. Nos últimos 12 meses, as aprovações registraram R$ 71,1 bilhões (-21%) e os desembolsos, R$ 74,4 bilhões (-25%).
As micro, pequenas e médias empresas representaram 42,9% dos desembolsos entre janeiro e outubro de 2017 realizados pelo banco. De acordo com a instituição, foram R$ 23,6 bilhões liberados para o segmento, o que manteve a trajetória crescente na participação desses tipos de empresas nas liberações da instituição no período.
Energia e agropecuária
O segmento de energia elétrica recebeu R$ 10,1 bilhões e teve crescimento de 43%, com participação de 18,6% nos desembolsos. Quando se refere a aprovações, o total para o setor chega a R$ 12,1 bilhões. Isso representa crescimento de 182% de janeiro a outubro de 2017.
Com o total de R$ 11,7 bilhões, a agropecuária ficou com 21,3% dos desembolsos até outubro deste ano. O valor representa crescimento de 9%, se comparado com o mesmo período de 2016. Em relação aos últimos 12 meses, o crescimento aumenta para 14%, com o total de R$ 14,8 bilhões desembolsados entre novembro de 2016 e outubro de 2017.
Financiamento de máquinas
O BNDES informou que a linha Finame, destinada aos financiamentos de máquinas e equipamentos, atingiu R$ 16 bilhões nos dez primeiros meses do ano, tendo alta de 11% em relação a 2016. Já nos últimos 12 meses, houve desembolsos de R$ 19,2 bilhões. O banco destacou que a Finame “pode ser vista como importante termômetro da atividade econômica e projeta crescimento, uma vez que as aprovações, última etapa antes da contratação e desembolso, alcançaram R$ 18,2 bilhões, de janeiro a outubro de 2017, expansão de 25% na comparação com o mesmo período de 2016”.
A linha de financiamento BNDES Giro, que é utilizada pelas empresas que necessitam de capital de giro, teve alta de 252% em relação aos dez meses de 2016, com um total de R$ 5,5 bilhões em 2017. No acumulado em 12 meses, os desembolsos atingiram R$ 6,6 bilhões, o que representa elevação de 211%, se comparado aos 12 meses entre novembro de 2016 e outubro de 2017.
Desembolsos por região
Na distribuição regional dos recursos liberados pelo BNDES, o Nordeste chamou atenção com crescimento de 19% em desembolsos: R$ 10,1 bilhões. Mas quando se analisa as aprovações (R$ 10,2 bilhões), o percentual de crescimento é 117%, entre janeiro e outubro. Já em outras regiões houve quedas. No Norte, ficou em -9%; Centro-Oeste em -12%; o Sul em -21%, e a mais relevante foi no Sudeste de - 33%. A região Sul, no entanto, apresentou crescimento de 3% nas aprovações feitas este ano: R$ 14,8 bilhões.
Houve queda ainda nas consultas, que são a primeira fase da análise do crédito. Entre janeiro e outubro de 2017, elas somaram R$ 81,5 bilhões, ou seja, 14% menos que no mesmo período de 2016. O banco destacou, que apesar disso, “as curvas das demais fases da operação permanecem na mesma trajetória observada nos meses anteriores”.
Outro recuo foi notado nos enquadramentos de operações do BNDES, que são a fase de acolhimento dos pedidos de financiamento. O total chegou a R$ 73,4 bilhões, entre janeiro e outubro de 2017, 11% menor que o mesmo período do ano anterior. O percentual aumenta quando se verifica o desempenho nos últimos 12 meses. Neste período, os enquadramentos alcançaram R$ 89,8 bilhões, sendo 17% menor que o registrado entre novembro de 2016 e outubro de 2017.

Garotinho deixa quartel dos bombeiros rumo a presídio em Benfica

Vladimir Platonow
Rio de Janeiro - O ex-governador Anthony Garotinho é levado preso por agentes da Polícia Federal do quartel dos Bombeiros no Humaitá para presídio em Benfica (Fernando Frazão/Agência Brasil)O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho deixou o quartel do Corpo de Bombeiros, no Bairro Humaitá, onde estava detido, rumo à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica.
A saída do político, por volta de 17h20, foi tumultuada, com protesto popular contra ele e até ovos jogados pelos manifestantes no carro da Polícia Federal (PF) que o conduzia.
Garotinho foi preso na manhã de hoje (22), por determinação do juiz eleitoral Glaucenir Silva de Oliveira, de Campos dos Goytacazes, por envolvimento em recebimento de caixa 2 durante a campanha eleitoral de 2014.
Garotinho havia sido levado para o quartel do Corpo de Bombeiros após alegar que não poderia ir para Benfica porque lá estão presos seus desafetos políticos, entre eles o ex-governador Sérgio Cabral e o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, que o teria o ameaçado de morte.

MPF reafirma parecer para que prisão domiciliar de Adriana Ancelmo seja cassada

Cristina Indio do Brasil 
O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro reafirmou parecer pela cassação da prisão domiciliar de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral. A posição do órgão, encaminhada ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), foi apresentada em contestação ao recurso da defesa da ré na Operação Calicute, na qual foi condenada a mais de 18 anos de reclusão por associação criminosa e lavagem de dinheiro. O julgamento do recurso pela 1ª Turma do TRF2 está previsto para amanhã (23).
Os procuradores do Núcleo Criminal de Combate à Corrupção do MPF na 2ª Região, que compreende Rio de Janeiro e Espírito Santo, apontaram que a concessão do regime domiciliar durante a prisão preventiva, que está relacionada à investigação e não ao cumprimento de pena, representa “enorme quebra de isonomia” no universo de milhares de mães presas no sistema penitenciário sem igual benefício. Consideraram ainda a prisão domiciliar “inadequada e desproporcional”.
Na visão do MPF, a alegação do interesse dos filhos menores de Adriana Ancelmo para a decretação da prisão domiciliar deve ser analisada em conjunto com a situação social da família, que conta com diversos profissionais como babás, professores particulares e orientadores pedagógicos na escola onde estudam. Além disso, os filhos têm convivência com avós e acesso aos psiquiatras que assinaram laudos trazidos pela defesa.
“A prisão da ora embargante, a despeito de eventual efeito psicológico no desenvolvimento de seus filhos, não configura perigo maior a eles que o representado à formação de todos os menores cujas mães estão efetivamente reclusas”, indicam os procuradores regionais.
O MPF sustentou também que a prisão preventiva da ex-primeira dama é necessária. Entre os motivos, destaca que a liberdade dela compromete a garantia da ordem pública e da instrução criminal, porque torna altamente provável a continuidade da ocultação de patrimônio obtido ilicitamente por Adriana e pessoas próximas.
Os procuradores apontaram que o art. 318 do Código de Processo Penal estabelece ser possível a substituição da prisão preventiva pela domiciliar para mães de menores de 12 anos, mas não em todos os casos. Lembraram ainda que o entendimento nesse processo já recebeu a concordância do desembargador federal Abel Gomes, relator das ações da Lava Jato no TRF2, que citou as diversas viagens de Adriana Ancelmo sem os filhos e a gravidade de sua conduta, como demonstraram as investigações.
A Operação Calicute, um desdobramento da Operação Lava Jato, investiga desvio de recursos públicos em obras realizadas pelo governo fluminense com empreiteiras no estado do Rio de Janeiro.

Justiça determina retorno de diretor-geral do Hospital do Fundão ao cargo

Douglas Corrêa 
A Justiça concedeu liminar determinando que o médico Eduardo Côrtes seja reconduzido ao cargo de diretor-geral do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), que funciona como hospital escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), conhecido como Hospital do Fundão. A determinação da 15ª Vara Federal do Rio garante o retorno imediato ao exercício da função, durante o prazo de duração de seu mandato.
O diretor foi exonerado no dia 7 de novembro. Entretanto, a decisão judicial sustenta que "a única possibilidade de exoneração do titular de cargo investido a termo, antes do término do mandato, restringe-se a situação de falta funcional grave passível de demissão, apurada no devido processo administrativo disciplinar".
Em nota, Eduardo Côrtes diz que foi afastado sem processo disciplinar e sem direito a contraditório. "Só fui avisado do afastamento depois que o ato de exoneração foi publicado em Diário Oficial. Minha exoneração, um ato completamente arbitrário, se deu a apenas três semanas das eleições para a Direção-Geral da unidade de saúde e somente seis semanas antes do término do meu mandato. A liminar vem corrigir esta distorção”.
Resposta
Em nota, a UFRJ informou que não foi notificada da decisão judicial. A universidade adiantou que acionará a Advocacia-Geral da União para recorrer de qualquer decisão sobre recondução ao cargo de diretor do Hospital do Fundão. Segundo a instituição, a decisão da reitoria pela exoneração de Eduardo Côrtes se deu em conformidade com o Artigo 35 da Lei 8.112 e com o princípio constitucional da autonomia universitária.
A exoneração do diretor foi amplamente apoiada pelos colegiados e unidades acadêmicas associados ao hospital, como a Faculdade de Medicina e a Escola de Enfermagem Anna Nery. O Conselho de Administração do HUCFF, instância máxima de decisão da instituição, também apoiou a medida da reitoria e aprovou por unanimidade o nome do médico Leôncio Feitosa, pertencente ao quadro da unidade, para assumir a direção no lugar de Eduardo Côrtes.

Brasil vai ajudar a agricultura familiar de Cabo Verde

Olga Bardawil - Repórter da Agência Brasil
O ministro da Agricultura de Cabo Verde, Gilberto Silva, em busca de apoio técnico para resolver o grave problema da seca em seu país, encontrou-se nesta quarta-feira (22) com seu colega brasileiro, Blairo Maggi, na sede do Ministério de Agricultura e Abastecimento (Mapa).
O ministro cabo-verdiano contou que a agricultura familiar é predominante no seu país e, em razão da escassez de chuvas, boa parte da produção se perde. O uso da água de poços para a irrigação também não resolve satisfatoriamente o problema, porque a falta de chuvas afeta a reserva hídrica subterrânea, que já esta reduzida a quase dois quintos.
A solução sugerida por Maggi foi o uso de kits de irrigação por gotejamento de tecnologia israelense, que o Ministério da Agricultura e Abastecimento distribui a pequenos agricultores. O brasileiro propôs ainda a assinatura de um convênio de cooperação técnica entre a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e o governo de Cabo Verde.
Maggi disse que o sistema de irrigação por gotejamento tem dado bons resultados. “Com pouco uso de água, a produção tem aumentando muito nas propriedades que utilizam a tecnologia”, afirmou Maggi.
O ministro Blairo Maggi quer ampliar o programa dos kits de irrigação em 2018 com mais recursos para a compra, a distribuição e o treinamento dos agricultores. 
Mais Alimentos Internacional
O ministro visitante também pediu apoio para que Cabo Verde ingresse no Programa Mais Alimentos Internacional, que dá acesso  ao financiamento de maquinário e equipamento para agricultores familiares africanos. 
O programa é uma iniciativa do governo brasileiro e abrange três áreas: cooperação técnica; financiamento para exportação de máquinas e equipamentos agrícolas e contato com fabricantes para a aquisição desses equipamentos.

Plenário do STF vai decidir sobre prisão de deputados da Alerj

André Richter
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin enviou hoje (22) ao plenário da Corte a ação na qual a Procuradoria-Geral da República (PGR) pede a anulação da decisão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) que revogou a prisão dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB.
Com a decisão de Fachin, caberá à presidente do STF, Cármen Lúcia, marcar a data do julgamento. A ação levará a Corte a decidir sobre o caso definitivamente, porque a Justiça Federal julgou a questão ontem (21) e restabeleceu a prisão dos parlamentares.
De acordo com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a Alerj descumpriu ilegalmente uma decisão judicial. Ainda segundo a procuradora-geral, a Casa Legislativa desrespeitou os princípios do devido processo legal e da separação dos Poderes.
Na tarde de ontem, os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região consideraram que a assembleia extrapolou suas competências constitucionais ao ordenar a libertação dos três parlamentares, após votação na última sexta-feira (17).

Laudos de sondagem do solo vão determinar causa de cratera em Petrópolis

Douglas Corrêa 
Rio de Janeiro - Deslizamento na BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Juiz de fora, destruiu uma casa e abriu uma cratera às margens da pista. A Secretaria de Defesa Civil de Petrópolis interditou 50 casas (DivulgaçãO professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) Cláudio Pinheiro do Amaral, especialista em geologia de engenharia e hidrologia, participa da elaboração do laudo sobre as causas da abertura de uma cratera às margens da BR-040, no trecho entre o Rio de Janeiro e Juiz de Fora, na altura do quilômetro 81, em Petrópolis.
Com a da abertura da cratera, 95 famílias foram obrigadas a deixar suas casas e uma escola municipal teve de mudar para outro lugar. Hoje (22), o especialista participou de uma reunião em que foram analisados os documentos entregues pela Concer, concessionária que administra a rodovia, sobre a obra da Nova Pista de Subida da Serra da Rodovia Rio-Petrópolis.
“Precisamos do máximo de informações sobre toda a área para fazer um documento conclusivo. Esperamos que a Concer colabore cedendo todas as informações”, disse Amaral.
Mesmo após concessionária ter disponibilizado o mapa com o traçado do túnel e o que foi escavado dele, a Defesa Civil de Petrópolis informou que ainda precisa das informações das sondagens do solo, assim como os dados de monitoramento do deslocamento da terra, que são consideradas fundamentais para a conclusão do estudo.
“Estamos trabalhando em conjunto com um dos maiores especialistas no assunto do Brasil e técnicos da Companhia de Pesquisas e Recursos Minerais [CPRM]. É importante que a Defesa Civil esteja próxima das universidades e dos centros de pesquisas. Com todo esse suporte, vamos trabalhar para entregar um laudo conclusivo sobre as causas do acidente da forma mais rápida possível”, disse o secretário de Defesa Civil municipal, Paulo Renato Vaz.

Itaipu comemora marca de 2,5 bilhões de MWh de energia limpa e renovável

Da Agência Brasil
O diretor-geral brasileiro da Usina Hidrelétrica de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, anunciou hoje (22) que a empresa chegou à marca histórica de 2,5 bilhões de megawatts-hora (MWh) de energia limpa e renovável. Segundo ele, o volume representa quase 1 bilhão de MWh a mais do que a  segunda colocada em produção acumulada no mundo, a Usina de Guri, na Venezuela, com aproximadamente 1,5 bilhão de MWh.
A hidrelétrica venezuelana começou a operar em 1978, enquanto a usina brasileiro-paraguaia, em maio de 1984.
O recorde dos 2,5 bilhões de MWh foi alcançado nessa terça-feira (21), às 0h24 (horário brasileiro de verão). Para celebrar a nova conquista, uma solenidade reuniu, além do diretor brasileiro, o diretor-geral paraguaio de Itaipu, James Spalding, representantes da diretoria e do conselho, empregados da usina e ministros de Energia de países de língua portuguesa, que estavam em Itaipu para um encontro da Comunidade de Língua Portuguesa.
Petróleo
Com esse novo marco, Itaipu reafirma seu papel estratégico para o Brasil e Paraguai. Atualmente, a binacional responde por 17% do consumo brasileiro e 90% do mercado paraguaio.
De acordo com Luiz Fernando Vianna, a energia limpa gerada por Itaipu em quase 34 anos evitou a emissão de dois bilhões de toneladas de CO2 na atmosfera. “Se toda a energia de Itaipu tivesse sido gerada por combustível fóssil, como o petróleo, teriam sido consumidos cinco bilhões de barris, o equivalente a dois meses da produção mundial petrolífera”, afirmou o diretor.
“O que diferencia Itaipu, além da união dos dois países, considerada exemplo pela Organização das Nações Unidas (ONU), é a excelência de todo o seu pessoal”, acrescentou Vianna.

Temer dá posse a Baldy e destaca parceria entre governo e Congresso

Da Agência Brasil
Brasília - Presidente Michel Temer dá posse ao novo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em cerimônia no Palácio do Planalto (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)O deputado federal Alexandre Baldy (GO) tomou posse hoje (22) como novo ministro das Cidades. Baldy assumiu a pasta no lugar do também deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que pediu para deixar o governo na semana passada.
Ao dar posse ao novo ministro, o presidente Michel Temer elogiou a atuação de Baldy como deputado, que está em seu primeiro mandato, e destacou o seu trabalho como secretário de Indústria e Comércio de Goiás. Temer disse ter certeza que Baldy levará para o ministério sua experiência.

Ao iniciar o discurso, o presidente disse que a posse do novo ministro era a mais prestigiada, com muitos deputados de vários partidos, governadores e prefeitos, autoridades, parentes e amigos do novo ministro. Segundo Temer, a presença de deputados de diversos partidos é uma demonstração da unidade em torno do nome de Alexandre Baldy para o Ministério das Cidades.
Temer disse, no discurso, que a primeira pessoa a lembrá-lo do nome do deputado Alexandre Baldy para substituir Bruno Araújo no cargo foi o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ao recordar o fato, Temer elogiou a atuação de Maia e disse que ele tem sido um parceiro fundamental do governo e tem atuado para ajudar na aprovação de reformas que são importantes para o país.
"Eu quero cumprimentar a todos mais uma vez, e até agradecer – viu, Baldy? –, agradecer a você pela somatória que você fez aqui. E agradecer ao Rodrigo Maia, porque você sabe que a primeira pessoa a me lembrar do seu nome foi o Rodrigo Maia. Portanto eu digo: o Rodrigo Maia tem olho clínico, não é verdade? E por isso eu quero dirigir também uma palavra ao Rodrigo - viu, Marun, viu Imbassahy e todos amigos? –, eu quero dirigir uma palavra a ele, porque ele tem sido um parceiro fundamental", disse o presidente.
De acordo com o presidente, a parceria entre governo e o Congresso tem sido importante. “Para que o presidencialismo seja coeso, que é o que está na Constituição, nós demos uma nova significação, nova coloração ao presidencialismo brasileiro. A partir do nosso governo, creio que o Congresso Nacional deixou de ser um apêndice do Poder Executivo, mas passou a ser um parceiro, ou seja, andamos juntos, que é quase um semipresidencialismo, e tem dado certo."
O presidente da Câmara também elogiou o novo ministro e disse ter certeza que “a competência dele na Câmara como deputado e na relatoria de vários projetos importantes se refletirá no governo”. 
Maia falou da importância da aprovação de reformas pelo Congresso e lembrou que a reforma da Previdência, em análise na Câmara, é essencial para o Brasil e que interessa muito aos pobres. Rodrigo Maia também afirmou ter certeza que a agenda de reformas do governo é também a agenda da Câmara.
O presidente Temer agradeceu ao ex-ministro Bruno Araújo pelo trabalho à frente do ministério e pela parceria com o governo. Por sua vez, Bruno Araújo falou da situação em que assumiu a pasta e das dificuldades. Segundo Bruno, programas estavam paralisados e muitas dívidas acumuladas e que hoje a pasta está reorganizada.
O novo ministro agradeceu ao presidente a confiança depositada a ele ao nomeá-lo para o Ministério das Cidades e prometeu trabalhar para ajudar milhões de brasileiros que sonham com a casa própria, modernizar as cidades e atuar para promover a igualdade social. 
Perfil
Formado em Direito pela PUC Goiás, Alexandre Baldy deixou o empreendedorismo e assumiu a Secretaria de Indústria e Comércio no governo de Marconi Perillo. Foi eleito deputado federal em 2014 pelo PSDB. Em 2016, deixou o PSDB filiou-se ao PTN, atual Podemos, o qual foi líder por 8 meses. Ele foi desfiliado do partido para assumir o Ministério das Cidades.
Como deputado, foi autor do projeto que garante a agricultores goianos o abatimento de até 85% das dívidas com o Banco do Brasil. Em outro projeto, propôs limitação da concessão de empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) por países estrangeiros. Um de seu projetos foi aprovado em Plenário limita o uso que o governo federal faz do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e redistribui os lucros do fundo aos trabalhadores.

CCJ da Câmara aprova PEC que restringe foro privilegiado

Da Agência Brasil
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara aprovou hoje (22) o prosseguimento da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 333/17, que prevê o fim do foro especial para autoridades. A expectativa do relador, deputado Efraim Filho (DEM-PB), é que os trabalhos sejam iniciados ainda neste ano, com a instituição de uma comissão especial para analisar o tema.
“É um passo importante no desafio que a sociedade brasileira coloca para o Congresso e para a Nação, o combate à impunidade e à corrupção. Nós temos que dar esse passo à frente e combater o foro privilegiado. É um avanço importantíssimo”, disse Efraim Filho.
Segundo o parlamentar, atualmente, mais de 54 mil autoridades têm direito a foro especial, o que retira seus processos da Justiça comum de primeira instância. “O foro privilegiado é um resquício aristocrático, arcaico, que precisa ser atualizado. Com a evolução da nossa cidadania, que precisa combater com mais rigor a impunidade e a corrupção, o foro tem sido uma mensagem de blindagem para aqueles que cometem crimes revestidos de mandatários”, argumentou. “Aquilo que era para ser exceção virou regra e precisa ser combatido”.
Há 29 PECs sobre o assunto apensadas a essa, que foi aprovada pelo Senado em junho. O texto determina o fim do foro para deputados, senadores, ministros de Estado, governadores, prefeitos, ministros de tribunais superiores, desembargadores, embaixadores, comandantes das Forças Armadas, integrantes de tribunais regionais federais, juízes federais, membros do Ministério Público, procurador-geral da República e membros dos conselhos de Justiça e do Ministério Público.

Continuariam com foro especial apenas o presidente e o vice-presidente da República, o chefe do Judiciário, e os presidentes da Câmara e do Senado. A proposta também proíbe que constituições estaduais criem novas categorias de foro privilegiado, como ocorre hoje.
Suprema Corte
O alcance do foro privilegiado será novamente discutido nesta quinta-feira (23) pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF). Apesar da coincidência, o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), lembrou que o acordo para colocar a PEC em votação foi feito há mais de um mês, e foi a presidente do Supremo, ministra Carmem Lúcia, quem pautou a discussão para a mesma data.
Até agora, quatro dos 11 ministros do Supremo votaram a favor de limitar o foro somente para atos ligados ao cargo, ocorridos durante o mandato. A votação não foi concluída porque o ministro Alexandre de Moraes pediu vista do processo. 
Antes da interrupção do julgamento, o relator do caso, ministro Luís Roberto Barroso, votou a favor da restrição ao foro privilegiado para autoridades, como deputados e senadores. De acordo com Barroso, os detentores de foro privilegiado, como deputados e senadores, somente devem responder a processos criminais no STF se os fatos imputados a eles ocorrerem durante o mandato.
Em seu voto, para evitar que os detentores de foro que cometerem crimes durante o mandato renunciem aos cargos para escapar do julgamento, Barroso também sugeriu que, a partir da instrução do processo, a ação fique mantida onde estiver. Os ministros Marco Aurélio, Rosa Weber e Cármen Lúcia também acompanharam o relator.

Sinal analógico de TV será desligado no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte

Cristina Indio do Brasil 
O sinal analógico de televisão será desligado hoje (22), às 23h59, nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte e mais 56 municípios localizados no entorno das duas capitais. Com isso, a partir deste horário, não será mais possível receber as transmissões na TV com este sistema.
O processo de transição para a TV digital no Rio de Janeiro e Minas Gerais será concluído hoje, mas quem não conseguir fazer a mudança ainda terá condições de passar para o sistema digital.
“Vai ser desligada a transmissão do sinal analógico, então, quem ainda está vendo um A no seu televisor hoje, significa que a pessoa ainda não se preparou e amanhã não vai conseguir assistir a televisão. Essa pessoa pode se preparar para receber o sinal digital. Isso não se esgota. Quem deixou para a última hora e não fez a mudança poderá fazer ainda para poder assistir em sinal digital”, disse a gerente regional da Seja Digital, Vivian Bilhim. A instituição não governamental e sem fins lucrativos foi criada por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para desenvolver a migração do sinal analógico para o digital, em parceria com emissoras de televisão e com o comércio.
Para ter acesso ao sinal digital é preciso comprar os equipamentos necessários, que durante o processo de transição foram oferecidos com preços mais baixos nos feirões digitais da Seja Digital. Essas ações, segundo Vivian, facilitaram a vida dos consumidores fluminenses, principalmente em regiões mais populares como Baixada Fluminense, zona oeste da capital e São Gonçalo, na região metropolitana da cidade.
“Ao todo foram realizados 144 feirões digitais. Foram comercializados mais de 300 mil itens, seja antena, seja conversor, e a população procurou bastante, porque os preços estavam muito melhores do que em outros lugares”, analisou a gerente.
Kits grátis
Os beneficiários de programas sociais do governo federal, como Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida, têm direito a receber os equipamentos de graça e ainda podem retirar os kits nos postos de atendimento da Seja Digital até o fim de novembro, mediante agendamento e apresentação do Número de Identificação Social (NIS).
“As pessoas que ainda não fizeram o agendamento podem entrar em contato com a Seja Digital pelo telefone 147, a ligação é gratuita e funciona sete dias por semana, 24 horas por dia”.
Até agora, segundo Vivian, 1,16 milhão de kits foram entregues em todo o estado do Rio de Janeiro, pouco menos que os 1,2 milhão previstos inicialmente. “A gente conseguiu atingir a meta de agendamentos e distribuição”, disse a gerente.

Rio de Janeiro - Monitor da Seja Digital ensina famílias que receberam o equipamento a realizar a instalação do kit de TV digital (Tomaz Silva/Agência Brasil)O desligamento do sinal da TV analógica no Rio de Janeiro foi autorizado após pesquisa apontar que 90% dos domicílios estavam aptos a receber o sinal digital de TV, percentual mínimo exigido para encerrar as transmissões analógicas de TV.
No estado do Rio, além da capital, estão incluídos Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. Em todas essas cidades, a população atingida soma 12,4 milhões de pessoas.
Já em Minas Gerais, o desligamento atinge Belo Horizonte e as cidades de Araçaí, Baldim, Betim, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Sete Lagoas, Taquaraçu de Minas e Vespasiano. No estado, a mudança para a TV digital deverá atingir uma população de 5,5 milhões de pessoas.
Com esta etapa do desligamento do sinal analógico em cidades fluminenses e mineiras, a implantação do Sistema Brasileiro de TV Digital vai atingir 193 municípios e beneficiar uma população de cerca de 60 milhões de pessoas.
Até agora, o sinal analógico já foi desligado em Brasília e nove cidades do Entorno do Distrito Federal; São Paulo e 38 cidades do estado; Goiânia e mais 28 municípios de Goiás; Recife e outras 13 cidades de Pernambuco; Salvador e mais 19 cidades da Bahia; Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará; Vitória e mais seis cidades do Espírito Santo.
São Paulo
De acordo com o cronograma de implantação da TV digital, na próxima quarta-feira (29) será a vez de Campinas, em São Paulo, e mais 84 cidades próximas; Franca e outros 24 municípios da região; Ribeirão Preto e mais 19 cidades; Santos e outras oito cidades; e mais 19 cidades do Vale do Paraíba, também no estado de São Paulo.

Navios e aeronaves que buscam submarino argentino investigam mais um ruído

Monica Yanakiew 
O sétimo dia de buscas do submarino argentino que desapareceu há uma semana, com 44 pessoas a bordo, terminou em suspense. O porta-voz da Marinha, Enrique Balbi, informou nesta quarta-feira (22) à noite que navios e aeronaves foram mobilizados para investigar um ruído registrado três horas após a última comunicação do ARA San Juan com a terra.
O boletim oficial da Marinha era esperado com ansiedade. O último contato com o ARA San Juan foi há uma semana, às 7h30m da manhã de quarta-feira (15). Quatro mil pessoas de mais de dez países estão participando da megaoperação de busca e resgate, mas, após uma semana de buscas intensas, não há rastro da embarcação.
O pior é que o tempo está acabando para um resgate bem-sucedido: debaixo do mar, o submarino tem capacidade de armazenamento de oxigênio por sete dias. Depois, precisa subir à superfície para renovar o ar – mas não ha sinais de que isso tenha acontecido.
Aeronave brasileira
A “anomalia acústica” (ou ruído) que está sendo investigada foi registrada três horas após o último contato do submarino com a terra, a 30 milhas ao norte do local onde ele estava. Segundo Balbi, uma aeronave da Marinha brasileira, munida de um detector de “anomalias magnéticas”, vai sobrevoar a área.
Esse mesmo avião foi usado para investigar uma “mancha de calor” detectada na terça-feira (21) à noite, que poderia ser o submarino. Acabou sendo mais um alarme falso. As famílias dos 44 tripulantes estão acompanhando as buscas em Mar del Plata, onde o submarino deveria ter chegado na segunda-feira passada (20).
Fortes ventos e ondas de até oito metros dificultaram as buscas nos primeiros dias. O tempo melhorou na terça-feira (21), mas uma tempestade está prevista para esta quarta-feira à noite.

Congresso derruba veto a encontro de contas entre municípios e a União

Da Agência Brasil
O Senado rejeitou hoje (22), por 43 votos, o veto ao dispositivo que prevê um encontro de contas entre os municípios e a União envolvendo recursos relacionados a pagamentos em duplicidade a regimes próprios de Previdência e ao INSS. Pouco antes, a Câmara dos Deputados também havia rejeitado o veto por 300 votos.
O dispositivo constava do projeto de lei de conversão da Medida Provisória 778/17, sobre parcelamento de dívidas previdenciárias de municípios com a União.
Com a derrubada do veto, o texto será reincorporado à lei derivada da MP (13.485/17).
Deputados e senadores comemoraram a derrubada do veto que, na prática, permitirá que municípios com débitos com a União só paguem aquilo que exceder a dívida que a União tem com eles.
“O governo federal só queria receber sem pagar o que deve. A expectativa é que os municípios deixem de pagar R$ 15 bilhões ao governo federal. Os prefeitos vão ter mais dinheiro para investir em saúde, educação, em infraestrutura, pagando a menor as dívidas com o INSS”, disse o deputado Herculano Passos (PSD-SP).
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), lembrou que a derrubada do veto faz parte de um acordo firmado com o Palácio do Planalto para atender a uma demanda dos prefeitos.
Recine
Na sequência da sessão, o Senado derrubou, por 43 votos, o veto total ao projeto de lei de conversão da Medida Provisória 770/17, que prorroga até 31 de dezembro de 2019 os incentivos do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (Recine). A Câmara dos Deputados já havia rejeitado o veto por 267 votos a 4.
Com a derrubada do veto total, o texto deverá ser publicado como lei.

Procon Natal orienta consumidores sobre compras no Black Friday

Com a proximidade do Black Friday, campanha de comércio americano que se popularizou no Brasil e promete ofertas “imperdíveis”. Desde 2011, a sexta-feira especial caiu no gosto do brasileiro. O evento começou na internet, e posteriormente, expandiu para as lojas físicas. Mas, será que os produtos ofertados nesse dia estão mesmo com preços menores do que os praticados no decorrer do ano? O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Natal), orienta os consumidores sobre que observar antes de comprar no Black Friday, que este ano será realizado na próxima sexta-feira (24).
Segundo a diretora Geral do Procon Natal, para evitar problemas e arrependimentos, o consumidor deve, dias antes da “Black Friday”, verificar o preço do produto desejado para poder comprovar se ele realmente estará em oferta no dia da promoção. Uma dica é guardar as propagandas veiculadas na internet, fazendo a captura da tela. Em 2016, muitas pessoas notaram que algumas lojas subiam os valores de seus produtos e na semana de liquidação realizavam grandes descontos, prática que na verdade deixava o produto apenas alinhado com seu valor original.
Segundo dados da organização da Black Friday no país, em 2016 foram movimentados R$ 1,9 bilhão de vendas, o que representou um aumento de 17%, em comparação com o ano de 2015. Nas lojas virtuais, foram realizados 2,23 milhões de pedidos. Este ano, a expectativa é que sejam 2,2 bilhões negociações.
Com o intuito de orientar os consumidores e prevenir golpes, O Procon Natal dá algumas dicas para comprar no “Black Friday”, dia de descontos no comércio, que neste ano ocorrerá na sexta-feira, dia 24 de novembro.
1) O consumidor deve ficar atento às ofertas, às condições de pagamento e ao prazo de entrega dos produtos que pretende adquirir na Black Friday;
2) Para compras online, verifique se o site da loja é confiável, pesquisando outras referências e opiniões. Caso a loja não seja muito conhecida, prefira efetuar o pagamento por meio de cartão de crédito;
3) Salve os e-mails trocados com o fornecedor, pois eles servem de comprovantes, no caso de trocas ou não recebimento do produto;
4) Se o pagamento for feito por meio de boleto bancário, ele deve ser efetuado com cuidado, pois esta é uma forma de pagamento mais utilizada para a realização de fraudes, com a possibilidade de alteração dos dados. Optando por este meio de pagamento, preferencialmente, o boleto deve estar em formato PDF, que é bem mais seguro do que o impresso direto na página;
5) No caso de produtos importados adquiridos no Brasil, estes seguem as mesmas regras dos produtos nacionais desde que sejam de estabelecimentos legalizados, verificar a informação quanto ao importador;
6) Fique atento aos preços apresentados antes da Black Friday, para constatar se realmente foi concedido o desconto prometido. Pesquise e compare os preços antes da campanha;
7) Observe o prazo de entrega da mercadoria, que deve estar registrado na nota fiscal ou no recibo;
8) Leia as políticas de troca e devolução do estabelecimento e as letras de rodapé, para ter ciência no caso de eventuais condições diferenciadas aplicadas pela loja e evitar surpresas desagradáveis;
9) Examine a mercadoria e assine o documento de comprovação de recebimento somente após a confirmação do estado do produto. Qualquer irregularidade deve ser justificada e a empresa responsável deve resolver o problema.
Para registrar reclamação, o Procon Natal fica situado na Avenida Ulisses Cidade, 181, Cidade, funcionando das 8:00 às 16:00 horas. Maiores esclarecimentos, dúvidas, sugestões ou denúncias poderão ser feitas ainda pelo telefone 3232-9050, whatsapp 98870-3865 ou pelo e-mail: procon.natal@natal.rn.gov.br

PPS propõe incorporar movimento Agora! e mudar de nome para ter Huck candidato ao Planalto

Fazei-me tua morada Em nova etapa do esforço para atrair Luciano Huck aos palanques em 2018, o PPS colocou na mesa proposta para incorporar o Agora!, grupo ao qual o apresentador está vinculado. Em contrapartida, a sigla mudaria de nome e adotaria a alcunha do movimento. A ideia foi encampada pelo presidente da sigla, o deputado Roberto Freire (SP). Ele está à espera de uma definição de Huck. Os dois já tiveram encontros em SP, Brasília e um mais recente, no Rio, na casa de Armínio Fraga.
Plano B Integrantes do Agora! dizem que é difícil o PPS atrair o grupo inteiro. Ainda que Huck tope a empreitada, outros quadros devem abraçar legendas como a Rede ou o Livres.
A fórceps A Rede fará reunião de sua executiva nacional nos dias 1º e 2 de dezembro. No ato, Marina Silva será aclamada candidata à Presidência. Os diretórios estaduais estão elaborando documentos para entregar à ex-senadora. Eles serão o endosso ao lançamento do nome dela.
Painel – Folha de São Paulo

Suspeitos de crimes no sistema prisional do RN prestam depoimentos após condução coercitiva

Agentes da Polícia Civil e Ministério Público do RN ainda ouvem no fim da manhã desta quarta-feira as pessoas alvejadas pela Operação Queijo Suíço, que visa desarticular um grupo, que envolve agentes públicos, suspeito de crimes no sistema penitenciário.
De acordo com as primeiras informações colhidas pelo Blog do BG na Delegacia Geral de Polícia Civil, ainda não há confirmação sobre o número de mandados cumpridos, mas a reportagem apurou preliminarmente que não haveria ordens de prisão, apenas de condução coercitiva.
Ainda de acordo com as primeiras informações, haveria pelo menos um advogado envolvido no grupo conduzido coercitivamente.
Os suspeitos estariam envolvidos num esquema de burlar a segurança fo sistema com a entrada de itens como drogas e armas.
O grupo, cuja quantidade ainda não foi especificada, está sendo ouvido no núcleo de delegacias especializadas da Polícia Civil, na Avenida Ayrton Senna, na zona Sul.

VÍDEO mostra fuga de soldado norte-coreano para Coreia do Sul

ASSISTA AQUI
O Comando das Nações Unidas publicou nesta quarta-feira (22) vídeos que mostram a fuga de um soldado norte-coreano para a Coreia do Sul. Na segunda-feira (13), o militar atravessou a fronteira enquanto vários companheiros atiravam contra ele.
O incidente ocorreu às 16h no horário local (4h em Brasília), na Área de Segurança Conjunta de Panmunjom, o único lugar da Zona Desmilitarizada (DMZ) no qual soldados das duas Coreias se veem frente a frente.
O vídeo, de 7 minutos, foi feito por câmeras de segurança da faixa sul da fronteira militarizada, segundo a EFE.
O soldado chegou em carro até poucos metros da demarcação que divide os dois países. Em seguida, ele correu para o lado sul enquanto quatro militares norte-coreanos disparavam contra ele.
O militar, que foi resgatado com ferimentos de bala, recuperou a consciência na terça-feira (21), após ter passado por duas cirurgias em um hospital da Coreia do Sul.
Zona Desmilitarizada
As Coreias do Norte e do Sul permanecem tecnicamente em cessar-fogo desde 1953, já que o armistício assinado na época nunca foi substituído por um tratado de paz definitivo.
Apesar do nome, a Zona Desmilitarizada é provavelmente a fronteira mais militarizada do mundo. A faixa de terra, de 4 km de largura por 248 km de comprimento, que demarca a fronteira entre os dois países, tem cercas elétricas, campos minados e muros antitanques.
O episódio mais sangrento na história da passagem – estabelecida após o término da Guerra da Coreia, em 1953 – ocorreu em 1984, quando o estudante soviético Vasily Matuzok desertou à Coreia do Sul aproveitando uma visita turística realizada a Panmunjom durante estadia no lado norte-coreano.
Matuzok começou a correr até atravessar para o outro lado da linha de demarcação militar, o que ocasionou uma prolongada troca de tiros que deixou três soldados norte-coreanos e um sul-coreano morto. Seis pessoas ficaram feridas – entre eles, um militar americano.
G1

Comunidade internacional promete US$ 1,4 bi de ajuda ao Caribe após furacões

Da Agência EFE
Furacão Irma sobre o Caribe, o mais forte registrado no Oceano Atlântico A comunidade internacional prometeu, nessa terça-feira (21), enviar US$ 1,4 bilhão em ajuda aos países do Caribe afetados pela passagem dos furacões Irma e María.
O valor foi anunciado ao fim de uma reunião organizada pela Comunidade do Caribe (Caricom) e a Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.
"Foi um momento histórico para o Caribe", disse o presidente da Caricom e primeiro-ministro de Granada, Keith Mitchell.
Ele agradeceu o apoio dos doadores, mas ressaltou a necessidade de essas promessas agora se tornarem realidade.
Participaram da reunião representantes dos países afetados e várias personalidades internacionais, entre elas o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.
O secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrou a devastação em locais como Dominica e Antígua e Barbuda. Nos dois países, além das mortes, houve danos avaliados em US$ 1,1 bilhão e perdas econômicas de US$ 400 milhões.
Guterres disse que os países da região são muito vulneráveis a desastres naturais e defendeu que eles tenham acesso a financiamento apropriado para se proteger de riscos.
"Como uma família global, temos a obrigação moral de apoiar os afetados", afirmou o presidente da Assembleia Geral da ONU, Miroslav Lajcak.

Que tal um sanduíche nessa quarta-feira? A nossa sugestão é o Filé de Frango Especial. Venha provar essa delicia


Canadá, EUA e México conseguem avanços em negociação para atualizar Nafta

Da Agência EFE
Os governos do México, dos Estados Unidos (EUA) e do Canadá conseguiram avanços durante a quinta rodada de negociações para atualizar o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).
As informações foram divulgadas nessa terça-feira (21) pela Secretaria de Economia do México, que sediou a rodada, a primeira sem a presença dos ministros dos três integrantes do bloco.
Apesar disso, os chefes de negociação, segundo o governo mexicano, reafirmaram o compromisso de avançar em todas as áreas, com o objetivo de finalizar a negociação o mais rápido possível.
As conversas, que começaram na última sexta-feira (17) em 30 grupos técnicos, foram concluídas com avanços, informou a Secretaria de Economia do México em comunicado, sem explicar em que setores os governos conseguiram entrar em acordo durante o diálogo.
Entre os pontos mais polêmicos está um pedido dos EUA de aumentar o conteúdo regional na produção de automóveis de 62,5% para 85%, sendo 50% do total de origem americana.
Outra cláusula controversa é a batizada como "sunset", que prevê a revisão, a cada cinco anos, do acordo e o fim do pacto caso um dos países-membros não concorde com as novas negociações.
A próxima rodada de conversas ocorrerá entre 23 e 28 de janeiro do próximo ano em Montreal, no Canadá. No entanto, as equipes de cada país continuarão trabalhando em reuniões em Washington, marcadas para dezembro.

Planejamento autoriza nomeação de candidatos aprovados para INSS e Anvisa

Aécio Amado 
Portaria do Ministério do Planejamento, com a autorização da nomeação de 100 candidatos aprovados no concurso público feito pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para o cargo de técnico do seguro social, é publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (22).
Em outra portaria, assinada pelo ministro Dyogo Oliveira, também é autorizada a nomeação de 78 candidatos aprovados no concurso público realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o cargo de técnico administrativo.
De acordo com os documentos, o preenchimento dos cargos está condicionado à existência de vagas na data da nomeação dos candidatos e deverá ocorrer a partir deste mês até 31 de dezembro deste ano.