quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Rogério denuncia: “MPT quer acabar com 4 mil empregos

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) levou para a tribuna da Câmara dos Deputados a polêmica ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) contra o Programa de Interiorização da Indústria, o Pró-Sertão. Em discurso realizado nesta terça-feira (19), o parlamentar criticou o órgão e defendeu os empregos gerados pelo projeto em diversas cidades do interior potiguar nos últimos anos. O MPT pede uma multa de R$ 38 milhões para a Guararapes, por ter contratado as pequenas facções por meio do projeto.
“O MPT quer acabar com mais de 4 mil empregos diretos no interior do RN, em municípios pequenos. Quero me colocar frontalmente contra essa atitude que na verdade é contra o emprego, é contra o trabalhador, é contra a geração de renda, é contra a oportunidade para os pequenos Municípios e para os pequenos empresários e, sobretudo, é um contrassenso”, disse o deputado.

Tribunal de Contas da União fará pente-fino em cobrança extra na conta de luz

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai passar um pente-fino na cobrança das bandeiras tarifárias incluídas na conta de luz. A auditoria sobre os períodos de cobrança extra a todos os consumidores de energia foi decidida após o tribunal coletar indícios de que, na prática, as bandeiras não têm inibido o consumo da população para prevenir eventuais racionamentos, o objetivo principal da medida. Servem apenas como mais uma ferramenta de arrecadação de recursos.
O argumento central que embasou a criação das bandeiras tarifárias, em maio de 2015, era adotar um mecanismo mensal que desse um “sinal de preço” para a população, ou seja, um critério que sensibilizasse o usuário para reduzir o consumo. Pelas regras atuais, há quatro bandeiras em vigor. Na bandeira verde, não há taxa extra. A faixa amarela custa R$ 2,00 para cada 100 kilowatts (kWh) consumidos. Esse valor sobre para R$ 3 na bandeira vermelha “patamar 1” e para R$ 3,50 na bandeira vermelha “patamar 2”.

Correios em greve!

O representante do Sindicato dos Correios da Paraíba, Elias Francis, afirmou que a categoria decidiu por unanimidade, deflagrar greve a partir desta quarta-feira (20).
Ele explicou que a categoria decidiu pela greve após serem apresentados diversos cortes nos direitos dos trabalhadores.

Janot: “Joesley é bandi-de-ó-dó”

Rodrigo Janot, entrevistado pelo Correio Braziliense, disse que Joesley Batista “continuou do lado da bandidagem”.
Leia aqui:
O fato de Joesley ir para a cadeia é de certa forma um alívio para o MP depois de tantas críticas?
 Ele foi mais esperto que ele mesmo. A esperteza capturou ele próprio. A gente tem que deixar muito claro: a colaboração premiada é um instituto novo para a gente, já aprendemos muito. Quando a gente faz um acordo desse, é de natureza penal, a gente está negociando com bandido, bandi-dê-ó-dó. O cara, porque é colaborador da Justiça, não deixa de ser bandido. As coisas têm que ser muito claras. A mesa de negociação é um lugar muito duro, um ringue mesmo. O colaborador tem que vir de coração aberto, tem que vir para o lado do Estado. Tem que falar tudo. Quem faz juízo sobre a prática ou não de delito é o MP, não o colaborador, ele tem que entregar tudo. A gente tem muito anexo que não tem nada de palpável, mas a gente recebe e analisa. O juízo nós que fazemos. E o que eles fizeram? Eles esconderam fatos. Trouxeram “A” mas não nos trouxeram “B”. Porque não trouxeram “B”, está contaminado todo o acordo. Só que o fato de ele não trazer o “B” não influencia nem tangencia o “A”. Não contamina. A rescisão me permite continuar usando a prova. Mas dá um gosto amargo, o sujeito não pulou o lado, continuou do lado da bandidagem.

Janot diz que não é penetra


De camisa polo e com visual despojado, Rodrigo Janot parece alheio ao bombardeio que vem recebendo há meses. O mineiro, de Belo Horizonte, deixou o posto de procurador-geral da República no mais conturbado momento de seus 33 anos de carreira.
Até a transmissão de cargo à sucessora, Raquel Dodge, foi controversa: Janot não compareceu à cerimônia de posse. Na entrevista exclusiva ao Correio, Janot explica a ausência: “Quem vai em festa sem convite é penetra”.

Quarta Feira também é dia de economizar, venha agora mesmo em nossa loja conferir nossas promoções, e se deliciar com a melhor carne da região.


HOJE É QUARTA FEIRA, HOJE TAMBÉM É DIA DE OFERTAR NA PEDRA CELL. PASSA EM NOSSA LOJA


Problema em equipamentos na Lagoa do Bonfim reduz à metade abastecimento de água em Santa Cruz; SAAE manobra para minimizar problemas para população

A Adutora Monsenhor Expedito está novamente com problemas e o abastecimento de água em Santa Cruz está reduzido pela metade. A informação foi confirmada pela direção técnica do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Santa Cruz.

Segundo Irimar Vasco, diretor técnico do SAAE, o mesmo problema que aconteceu a cerca de 10 dias atrás voltou a ocorrer, uma bomba localizada em um flutuante dentro da Lagoa do Bonfim, reservatório de água que abastece os municípios da Adutora Monsenhor Expedito, queimou com um curto circuito, situação que ocorreu na última segunda-feira (18).

Segundo informações repassadas pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) ao SAAE, os serviços de troca da bomba já estão acontecendo desde terça-feira (19) com previsão de término para a próxima sexta-feira (22). Com isso, o SAAE está operando o bombeamento de água para a cidade de Santa Cruz com apenas 50% da capacidade normal.

Irimar Vasco explica que o SAAE está fazendo manobras, em parceria com a CAERN, para que o prejuízo à população local seja minimizado, mas o abastecimento está mais lento, o que deve demorar mais a encher todos os setores da cidade. “Operar com apenas 50% de nossa capacidade é um desafio, pois temos água para apenas uma bomba funcionar, estamos revezando o abastecimento nos bairros para minimizar os transtornos causados a população”, destacou Irimar Vasco.

Segundo a direção técnica do SAAE, o abastecimento de água atualmente está direcionado para o bairro Paraíso e para o setor do Maracujá, abastecendo os bairros DNER, Barro Vermelho e Miguel Pereira Maia.

O SAAE volta a alertas aos populares destes setores que estão sendo abastecidos mais recentemente que economizem água, pois a regularização do abastecimento em Santa Cruz não tem previsão após a conclusão dos trabalhos feitos pela CAERN na Lagoa do Bonfim.

Assessoria de Comunicação Social

Grave acidente em Santa Cruz,RN deixa um morto na BR 226 nesta terça-feira

Um gravíssimo acidente ocorreu na BR 226 próximo a auto escola 3 a 1 em Santa Cruz na noite desta terça-feira(19), quando duas motos se chocaram, uma das vítimas de nome de José Alberto Carlos,não resistiu os ferimentos e veio a óbito no Hospital Regional Aluízio Bezerra, a senhora de 44 anos de nome Maria Betânia Confessor, precisou amputar uma das pernas, outros dois envolvidos no acidente são eles; Francisco de Assis da Silva,19 anos, e Charles Michael Barros da Silva,25 anos. 

A SAMU foi acionada onde veio até o local prestou todo serviço, socorrendo as vítimas e levando para o Hospital Regional Aluízio Bezerra de Santa Cruz,RN. 

Parabéns as equipes de plantão do Hospital Regional e SAMU,pelo o serviço prestado, muito trabalho na noite desta terça-feira; acidente muito grave,comovendo a todos que passavam no local e no serviço de urgência do hospital, devido a gravidade dos ferimentos, com fraturas expostas e óbito.
Heriberto Rocha

Policiais fazem operação pelo 3º dia na Rocinha e em outras comunidades do Rio

Vitor Abdala 
Policiais militares continuam hoje (20) com as operações em busca dos responsáveis pelos confrontos armados de domingo (17) na Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro. Nesse terceiro dia de operações, a Polícia Militar (PM) faz ações de busca de suspeitos, armas e drogas na Rocinha, Chácara do Céu (no Leblon, na zona sul), em São Carlos (no Estácio, na região central) e na Vila Vintém (na zona oeste).
Grupos criminosos rivais se enfrentaram no domingo, em uma disputa pelo controle dos pontos de venda de drogas ilícitas. Nesses confrontos, pelo menos uma pessoa morreu e três ficaram feridas com tiros.
Na segunda-feira (18), mais três mortes foram confirmadas na Rocinha. Um homem morreu supostamente em confronto com a PM e dois corpos foram encontrados carbonizados dentro da comunidade.
As ações na Chácara do Céu, em São Carlos e na Vila Vintém estão relacionadas à operação na Rocinha. A polícia acredita que os criminosos partiram dessas favelas para tentar invadir a comunidade da zona sul.

Empresas de mineração querem mudanças na MP que altera royalties do minério

Léo Rodrigues
MinérioEmpresas e entidades ligadas ao setor mineral vêm manifestando publicamente o descontentamento com o aumento dos royalties do minério, estabelecido por uma medida provisória (MP) assinada em julho pelo presidente Michel Temer. A divergência com o governo federal repercute no Congresso Brasileiro de Mineração, evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) que ocorre em Belo Horizonte até a próxima quinta-feira (21).
A MP 789/2017 alterou as alíquotas da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem), o conhecido royalty cobrado das empresas que atuam no setor. As mudanças precisam ser votadas no Câmara até o dia 28 de novembro para não perderem a validade. De acordo com o Ibram, mais de 500 emendas foram apresentadas e já há questionamentos se os deputados conseguirão analisar a matéria no prazo.
A expectativa da entidade, que representa as principais empresas e instituições brasileiras que atuam no setor mineral, é convencer os parlamentares a fazerem mudanças na MP. "Nós fomos pegos de surpresa, porque nos diziam que as alterações nos royalties ocorreriam ´por meio de um projeto de lei. De repente, veio a MP atropelando o debate. E o que foi apresentado traz algumas controvérsias do ponto de vista da indústria", diz Marcelo Ribeiro Tunes, diretor de Assuntos Minerários do Ibram.
Entre as mudanças previstas na MP, a alíquota do nióbio (elemento químico usado como liga na produção de aços especiais e um dos metais mais resistentes à corrosão)  e do diamante sobem de 2% para 3%. A do ouro vai de 1% para 2%, enquanto a dos minerais da construção civil cai de 2% para 1,5%. Em relação à alíquota do minério de ferro, é previstos um escalonamento. Ele flutuará entre 2% e 4% conforme variações de índices do mercado internacional. Antes, o percentual era fixado em 2%.
De acordo com o Ministério de Minas e Energia, as alíquotas são ainda bem inferiores às praticadas em outros países. Na Austrália, por exemplo, os royalties do minério de ferro chegariam a 7,5% sobre o lucro.
Para Marcelo Ribeiro Tunes, essa comparação não deve ser feita de forma isolada. Ele diz que, ao olhar a carga tributária como um todo, se verifica que o custo da mineração no Brasil é muito alto. O diretor do Ibram lamenta também que especifidades não tenham sido consideradas para as mudanças. "Nós temos mais de 90 substâncias mineiras e cada um delas há processos e situações diferentes. Há minerais com mais de uma destinação", argumenta.
Marcelo considera que o volume de emendas apresentadas por diversos setores envolvidos no assunto mostra que faltou diálogo. "O potássio, por exemplo, era taxado em 3%. E isso sempre foi apontado como um problema porque nós importamos 90% do potássio que consumimos. A proposta era diminuir para 2%. O deputado Leonardo Quintão, que relatou o projeto ainda durante o governo anterior, tinha concordado. Na última hora, ele manteve em 3%. Então há emendas de diversos envolvidos. Empresas que trabalham com ouro, por exemplo, também sugerem um escalonamento nos moldes no minério de ferro", conta.
Outra mudança estabelecida pela MP é que as alíquotas passarão a incidir sobre a receita bruta e não mais sobre o faturamento líquido da venda do minério. A queixa do Ibram é que, dessa forma, o royalty incidirá sobre serviços que não são mineração, como o transporte. A entidade alega que, para alcançar o mercado chinês, um dos principais compradores, é preciso vencer a concorrência da Austrália, que está bem mais próxima. Por esta razão, o aumento dos custos com transporte reduziriam a competitividade do Brasil. 
Novo marco legal
A MP que alterou as alíquotas dos royalties do minério não foi uma medida isolada. Junto com ela, o presidente Michel Temer assinou mais duas MPs. Uma prevê a criação da Agência Nacional de Mineração (ANM) e a futura extinção do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A nova estrutura será uma autarquia especial com autonomia administrativa e financeira e a expectativa é que ela tenha uma melhor nível de gerenciamento das atividades do setor.
A terceira MP muda diversos pontos do Código de Mineração, criado nos anos 1960 e atualizado pela última vez em 1996. São alteradas normas para a pesquisa no setor, para as concessões, para a aplicação de multas, entre outros. "É um momento histórico de mudanças pragmáticas rumo à modernização institucional e regulatória demandada há mais de três décadas pelo setor", disse o Vicente Lôbo, secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia. Presente no Congresso Brasileiro de Mineração representando o ministro, ele negou que as novas alíquotas da Cfem irão reduzir os investimentos das empresas no país.
De acordo com Vicente Lôbo, o novo marco legal da mineração faz parte de um conjunto de medidas que buscam um novo caminho de desenvolvimento, direcionado para a retomada do crescimento e para a busca incessante do progresso. "Estamos reconhecendo que os recursos públicos das empresas estatais são escassos para financiar novos investimentos no grau necessário e, assim, a parceria com o setor privado é absolutamente fundamental".
Para o secretário, a maior vantagem das novas MPs é trazer segurança jurídica, uma vez que o marco legal anterior levou a abertura de uma série de ações judiciais envolvendo a mineração. "Este cenário de intensa judicialização aumenta a desconfiança dos investidores. Daí a importancia da revisão dos marcos legais." Ele também citou como benefícios a ampliação do investimento de pesquisa, a geração de novas jazidas, a diversificação da matriz mineral brasileira, a superação do passivo processual e a desburocratização do setor.
Clóvis Torres, diretor-executivo da Vale e presidente do conselho diretor do Ibram, reconheceu que o governo atendeu algumas demandas históricas do setor, mas lamentou as mudanças na Cfem. "De uma hora para outra ficou bem mais caro minerar no Brasil. E não houve a contrapartida para fomentar os investimentos. Se já estava difícil atrair investimentos externos para o setor mineral, a perspectiva ficou ainda mais nublada", disse.
O Congresso Brasileiro de Mineiração ocorre em conjunto com o ExpoIbram e é um dos maiores eventos do mundo com este tema. A previsão é que sejam mobilizadas 40 mil pessoas. São 450 estandes e há participação de empresários e empresas de 28 países. A programação inclui uma vasta agenda de debates.

Furacão Maria toca terra no sudeste de Porto Rico com categoria 4

Da Agência EFE
O furacão Maria tocou a terra nesta quarta-feira (20) às 6h15 local (7h15 em Brasília) em Porto Rico, com categoria 4 e ventos de 250 quilômetros por hora (km/h), informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.
Os meteorologistas americanos informaram, em boletim especial, que o Maria passou próximo ao município de Yabucoa, no leste de Porto Rico, em cujo porto foi registrado um aumento do nível do mar de 1,3 metro.
O furacão, que passou para a categoria 5 em apenas 24 horas na segunda-feira (18), já tocou a terra nas Ilhas Virgens Americanas, em Guadalupe, Martinica e Dominica, entre outras, onde deixou pelo menos dois mortos e diversos danos materiais.
Maria está a 35 quilômetros da ilha município de Vieques e a 55 quilômetros a sudeste de San Juan, e se desloca para o noroeste a uma velocidade de 17 km/h.
A última trajetória estimada do Maria indica que o ciclone atravessará Porto Rico desde o Sudeste ao Noroeste para, posteriormente, passar na costa nordeste da República Dominicana entre hoje e amanhã depois pelas Ilhas Turks e Caicos.
Os ventos do furacão se estendem por até 95 km/h, e os seus ventos de tempestade tropical são sentidos a até 240 quilômetros, indicou o NHC, com sede em Miami.
O sétimo furacão da temporada no Atlântico, e quarto de grande categoria, alcançou Porto Rico menos de duas semanas depois de o país sofrer com o impacto de outro furacão, o Irma, que deixou três mortos.
Maria superou o Irma como o furacão mais poderoso da temporada, com uma pressão de 909 milibares, horas antes de alcançar o litoral de Porto Rico, que não recebia um ciclone de categoria 5 desde 1928.

Sobe para 32 o número de crianças mortas em escola na Cidade do México

Da Agência EFE
O novo terremoto no México ocorreu 32 anos após o tremor que deixou mais de dez mil mortos em 1985Pelo menos 32 crianças e cinco adultos morreram em uma escola que desabou no sul da Cidade do México por causa do terremoto que atingiu o país na terça-feira (18), informou a imprensa local. A informaçãoé da Agência EFE.
Os trabalhos de resgate viraram a noite nesta escola, um dos cerca de 40 prédios que tombaram na capital devido ao terremoto de 7,1 graus na escala Richter.
De acordo com a emissora Television, que entrevistou fontes oficiais, já foi possível resgatar 14 pessoas com vida e estima-se que 20 ainda estejam sob os escombros.
O Exército e a Marinha, que lideram as buscas entre os escombros, informaram que a maioria dos resgatados foram levados a um hospital civil e outro deles ao da Marinha.
O presidente do México, Enrique Peña Nieto, fez na noite de terça-feira uma visita à escola, que tinha alunos de pré-escolar e ensinos primário e fundamental.
Segundo dados do secretário de Governo mexicano, Miguel Ángel Osorio, o último balanço de vítimas confirmadas é 224 mortos, sendo 117 na Cidade do México, 39 no estado de Puebla, 55 em Morelos, 12 no estado do México e uma em Guerrero.
No entanto, há discrepâncias entre os números oficiais e outros reportes, que falam de três mortos em Guerrero e mais um no estado de Oaxaca.
O Instituto Tecnológico de Monterrey confirmou em comunicado que há quatro mortos e 40 feridos no campus da Cidade do México devido ao tremor.
A Secretaria de Educação Pública decretou a suspensão das aulas de todas as instituições de ensino de Cidade do México, Puebla, Morelos, Oaxaca, Chiapas, Guerrero, Tlaxcala, estado do México, Hidalgo e Michoacán.
Além disso, a entidade informou que na Cidade do México foram contabilizadas, de forma preliminar, 209 escolas afetadas, 15 com danos maiores.
O tremor ocorreu às 13h14 (hora local; 15h14 GMT) de terça-feira, exatamente 32 anos depois do poderoso tremor de 19 de setembro de 1985, de 8,1 graus, que deixou milhares de mortos na capital.

Perícia da PF aponta repasses da Odebrecht no exterior para Temer, Cunha, Cunha e Henrique Alves

Resultado de imagem para temer cunha e henrique alvesUma perícia da Polícia Federal no sistema que registrava as propinas pagas pela Odebrecht comprovou depósitos no exterior para o grupo do presidente Michel Temer.
A propina havia sido combinada em reunião com Temer e peemedebistas, segundo a delação de um ex-executivo da empreiteira.
O relatório da perícia foi anexado ao inquérito que concluiu pela existência de uma organização criminosa com integrantes do partido.
O que diz a PF
A promessa do pagamento de propina teria sido feita em uma “reunião no escritório político de Michel Temer, no dia 15 de julho de 2010, que contou com a presença dos executivos da Odebrecht Márcio Faria e Rogério Araújo, do operador do PMDB, João Augusto Henriques, do próprio Temer, dos ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves.”
Segundo Márcio Faria da Silva, “ficou acertado que a Odebrecht pagaria ao PMDB propina de 4% do valor do contrato assinado entre a Petrobras e a construtora no dia 26 de outubro de 2010 no valor aproximado de US$ 800 milhões. A propina seria de US$ 32 milhões.
No depoimento ao Ministério Público Federal, Márcio Faria disse ainda que, desse total de US$ 32 milhões destinados ao PMDB da Câmara, identificados nos depósitos com os nomes “tremito” e “mestre”, US$ 20,8 milhões foram pagos no exterior, enquanto o equivalente a US$ 11,2 milhões foram pagos em espécie no Brasil.
A negociação e o acerto da propina já haviam aparecido na delação premiada do ex-executivo da odebrecht Márcio Faria da Silva, fechada em dezembro do ano passdo.
Agora, depois de analisar milhares de documentos e fazer o confronto deles com planilhas entregues pela Odebrecht, a Polícia Federal concluiu que, de fato, foi feito o pagamento da propina no exterior para o grupo do PMDB na Câmara.
O relatório do perito criminal da Polícia Federal afirma que “os extratos bancários encontrados no sistema drousys – do departamento de propina da Odebrecht – corroboram as afirmações de Márcio Faria da Silva quanto os pagamentos no exterior, porquanto restou comprovado que os US$ 20,8 milhões foram destinados ao PMDB nas contas bancárias denominadas grand flourish e gvtel, esta última aberta em um banco de Antígua, por Rodrigo Tacla Duran, advogado que segundo apurado no curso da operação Lava Jato atuava no setor de operações estruturadas da Odebrecht.”
Versões
Saiba abaixo o que disseram os citados:
Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha negaram as acusações.
PMDB declarou que só vai se pronunciar quando tiver acesso ao documento da Polícia Federal.
O Palácio do Planalto declarou que a narrativa delatada é uma “mentira absoluta”. Em nota, o Planalto negou que Michel Temer tenha se reunido com os participantes para tratar de valores ou contratos da Petrobras. Disse ainda que o presidente contesta qualquer envolvimento de seu nome com negócios escusos.
Odebrecht declarou que continua colaborando com a Justiça, que reconheceu seus erros e que pediu desculpas públicas.

Mortes provocadas pelo Terremoto no México já passam de 217

Pelo menos 217 pessoas morreram após um terremoto de magnitude 7,1 atingir a Cidade do México e mais cinco Estados na tarde desta terça-feira (19), doze dias após o país passar por um tremor que deixou 98 mortos.
A nova tragédia coincide com o dia em que se completam 32 anos do sismo de 1985, que deixou 10 mil mortos. A região mais atingida é a mais populosa do México, com 41,2 milhões de pessoas, ou 34% dos habitantes do país.
Segundo o Serviço Sismológico Nacional, o terremoto ocorreu às 13h14 locais (15h14 em Brasília) e seu epicentro foi no continente, a 12 km de Axochiapan, no Estado de Morelos, a 120 km da capital, a 57 km de profundidade.
Pelo menos 86 delas perderam a vida na Cidade do México, onde o chefe de governo, Miguel Ángel Mancera, decretou estado de emergência. O diretor de Proteção Civil do governo, Luis Felipe Puente, chegou a dizer no Twitter que o número de mortos havia chegado a 248, mas voltou atrás uma hora depois, dizendo que 217 morreram.
As regiões mais afetadas foram o centro —concentra os prédios históricos— e a zona sul, que abarca tantos bairros afluentes quanto mais pobres. A Defesa Civil pediu que os moradores contribuam para os resgates com ferramentas, remédios, comida e água e que doem sangue.
Pelo menos 50 prédios foram abaixo, incluindo uma escola de Villa Coapa, no extremo sul da cidade, em que 26 crianças e quatro adultos morreram. Outras 38 pessoas estão desaparecidas.
FOLHAPRESS

Ex-comandante de tropas no Haiti sai em defesa de general que defendeu intervenção militar


Ex-comandante de tropas no Haiti sai em defesa de general MourãoO general quatro-estrelas da reserva Augusto Heleno publicou ontem, em uma rede social, uma declaração de apoio ao general da ativa Antonio Hamilton Martins Mourão, que, em uma palestra na sexta-feira passada, defendeu a possibilidade de intervenção militar em razão da crise política no País. Heleno foi o primeiro comandante brasileiro da Força de Paz no Haiti, em 2004.
“Meu apoio irrestrito ao meu amigo de longa data e respeitado chefe militar (Mourão)”, escreveu Heleno, no Facebook.
No texto de desagravo, o general afirmou que é “preocupante o descaramento de alguns políticos, indiciados por corrupção e desvio de recursos públicos, integrantes da quadrilha que derreteu o País, cobrando providências contra um cidadão de reputação intocável, com 45 anos de serviços dedicados à Pátria”. “Aconselho que, pelo menos, se olhem no espelho da consciência e da vergonha”, escreveu Heleno.
“Em resposta a uma pergunta, colocada diante de uma plateia restrita (na Loja Maçônica de Brasília), ele (Mourão) limitou-se a repetir, sem floreios, de modo claro e com sua habitual franqueza e coragem, o que está previsto no texto constitucional. A esquerda, em estado de pânico depois de seus continuados fracassos, viu nisso uma ameaça de intervenção militar. Ridículo”, afirmou o general da reserva.
Apoio. A postagem de Heleno recebeu apoio nos comentários. Além disso, segundo monitoramento feito por integrantes das Forças Armadas, 95% das postagens sobre o assunto foram de apoio às declarações de Mourão.
A fala de Mourão, porém, causou saia-justa no comando das Forças Armadas. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, convocou o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, para pedir explicações em relação às declarações do militar e “orientá-lo quanto às providências a serem tomadas”. Villas Bôas disse ontem ao Estado que “as declarações do general Mourão não podem ser consideradas fora do contexto”. Ele, no entanto, defendeu uma solução interna sem punição ao militar
Mourão, que atualmente ocupa o cargo de Secretário de Economia e Finanças do Exército, em outubro de 2015 já ficou no centro de outra polêmica, quando criticou o governo petista e a então presidente, Dilma Rousseff. Ele perdeu, com isso, a chefia do Comando Militar do Sul – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
ESTADÃO CONTEÚDO

PM fingiu ser namorada para marcar encontro e matar jogador da seleção de Hóquei

O atleta da seleção de Hóquei, Matheus Garcia Vasconcelos Alves, de 24 anos, foi executado pelo policial militar Jarbas Colferai Neto, de 23, em uma emboscada em São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo a investigação, o atirador atraiu o jovem para o local ao se passar pela namorada e marcar um encontro com a vítima. O PM tinha ciúmes da garota, que matinha contato com Matheus. Câmeras de monitoramento gravaram a ação.
O jovem morreu após ser baleado na nuca, na noite de segunda-feira (18). Ele foi encontrado ainda com vida na Rua Nicolau Guirão Perez, no Centro da cidade. Matheus morreu a caminho do Hospital Municipal. Na mão dele, havia um carregador de celular, mas o aparelho não foi encontrado pela polícia na ocasião.
Imagens de câmeras de monitoramento de imóveis localizados na rua, obtidas pelo G1, mostram quando Matheus chega ao local em um carro, conduzido por um motorista de um aplicativo. Após a saída do veículo, o soldado o aborda, arranca o celular da mão dele, o faz virar de costas, colocar as mãos na cabeça, ajoelhar e, em seguida, atira na nuca do atleta.
A gravação foi divulgada pela polícia e ajudou os investigadores a identificarem o soldado, após mais de 12 horas de buscas e diligências depois do crime. A hipótese de latrocínio, quando há roubo seguido de morte, foi inicialmente cogitada, mas descartada depois que os policiais civis localizaram mensagens que antecederam a ação.
Segundo a polícia, Matheus acreditava ter marcado um encontro com a namorada do soldado, que se passou pela jovem durante uma conversa que ambos mantinham em um aplicativo. Os dois iriam se ver em uma rua onde não há intenso fluxo de pessoas, que poderiam flagrar a ação. Para a polícia, o atleta foi vítima de emboscada.

H STERN: Esposa de Sérgio Cabral exigia discrição total e pagamentos eram feitos em espécie

Antes das prisões: Adriana Ancelmo ao lado de Sérgio Cabral - Foto: Marcos D´Paula/Estadão Diretora comercial da H Stern, Maria Luiza Trotta relatou ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que o ex-governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) e sua mulher, Adriana Ancelmo, fizeram onze compras de joias da empresa, entre 2012 e 2013. O casal, segundo a testemunha contou nesta terça-feira, 19, exigia “discrição total”, o que levou a joalheira a abrir “exceções”. Entre elas, estavam pagamento na tesouraria, não emitir nota fiscal e registrar as compras no sistema como de “cliente não identificado”.
“Assim que Adriana chegava, era recepcionada e levada para a sala acima, porque ela não seria muito vista”, contou  Maria Luiza no depoimento nesta terça-feira, 19. “Quando a venda era mais complexa, era feita na casa deles. Nós botávamos sempre cliente não identificado para os pagamentos. Fazer isso em parcelas de R$ 300 mil, por exemplo, era muito constrangedor para os nossos funcionários. A solução foi fazer o pagamento na tesouraria do prédio da empresa”,
Maria Luiza, que só fazia vendas para o casal na empresa, também afirmou que muitos pagamentos eram feitos em espécie e por supostos operadores de Cabral, como Carlos Miranda e Luiz Carlos Bezerra. Todas as joias vendidas para o casal eram valiosas, destacou.

Financial Times vê em Bolsonaro “o mais provável sucessor” e o fim da esperança no país “perspectivas sombrias”

Por Nelson de Sá / FOLHA
“Financial Times” avisa, em vídeo e longa análise, que “As grandes esperanças dos investidores para o Brasil provavelmente não passarão de um sonho”. Explica:
— Mesmo que Mr. Temer sobreviva, seu mandato termina no próximo ano. Se as pesquisas estiverem certas, seu mais provável sucessor, Jair Bolsonaro, é um populista de extrema-direita que pensa que a polícia deve ter licença para matar. As perspectivas de reforma liberal são sombrias.
À FRENTE
No francês “Le Figaro” e outros, “Lula permanece amplamente à frente nas intenções de voto para 2018 apesar das acusações de corrupção contra ele”.

PF deflagra operação Inimigo Oculto contra desvios na Caixa

A Polícia Federal desencadeou nesta quarta-feira, 19, a Operação Inimigo Oculto, com o objetivo de desarticular um grupo de criminosos que causou quase R$ 1 milhão de prejuízos aos cofres da Caixa Econômica Federal.
Em nota, a PF informou que estão sendo cumpridos 3 mandados de prisão temporária e 30 de condução coercitiva, além de buscas em 3 endereços residenciais. A Justiça Federal também determinou o bloqueio da quantia aproximada de R$
950 mil nas contas dos investigados.
As ordens judiciais estão sendo cumpridas principalmente em Brasília e Entorno, mas também ocorrem ações no Pará e na Bahia.
As três investigadas que são alvos dos mandados de prisão são ex-prestadoras de serviço da Caixa e teriam desviado os valores graças à concessão fraudulenta de 46 empréstimos pessoais, em sua maioria destinados a familiares e amigos.
Para viabilizar estes empréstimos, os investigados utilizavam senhas pertencentes a empregados da CEF, e assim realizavam a inserção indevida de dados no sistema, incluindo-se rendas fictícias, sem a apresentação de qualquer documento comprobatório.
Quando os empréstimos eram creditados nas contas indicadas, os investigados efetuavam diversos saques e transferências, evitando que a Caixa, após identificar a fraude, bloqueasse os valores.
Os investigados serão indiciados por estelionato qualificado, falsificação de documento público, associação criminosa e lavagem de dinheiro.
A Polícia Federal, a partir de agora, vai apurar se houve a participação de empregados da CEF nos crimes.
ESTADÃO CONTEÚDO

Câmara Criminal do TJRN concede parcialmente HC para ex-secretário adjunto de governo

A Câmara Criminal do TJRN julgou mais um recurso relacionado à Operação “Sinal Fechado” e, desta vez, relacionado ao ex-secretário adjunto de Infraestrutura do governo estadual, na gestão da então governadora Wilma de Faria. Delevam Gutemberg Queiroz de Melo foi denunciado pelo Ministério Público, por suposto envolvimento no esquema de fraudes que desviou recursos do Detran do RN. Os fatos se relacionam ao período entre 2007 e 2009.
No atual Habeas Corpus com Liminar nº 2017.010239-9, a defesa do ex-secretário pedia, dentre outros pontos, a suspensão de uma audiência, além da colheita do depoimento das testemunhas de defesa e do interrogatório do acusado, seja em que data for, até que seja resolvido o mérito principal da demanda.
No entanto, a Câmara concedeu apenas parcialmente o HC, para, ratificando a decisão liminar nas folhas 123 a 126, garantir que, em caso de deferimento da oitiva da testemunha de acusação Caio Biagio Zuliani que seja feita em momento anterior ao interrogatório do ex-secretário. A testemunha, advogado, era sócio de George Olímpio à época e teria descontado vários cheques, de valores altos. Valores esses descontados em uma agência bancária do bairro de Capim Macio.
Contrato
Segundo a acusação, Delevam Gutemberg, como secretário adjunto da Secretaria de Infraestrutura, o qual também foi diretor comercial da Caern em 2010, intermediou a assinatura de convênio entre o Detran do RN e o Instituto de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas do Rio Grande do Norte (IRTDPJ/RN).
No esquema, todo contrato de financiamento de veículo no Estado teria que ser registrado perante cartórios ligados ao instituto, com pagamento pelo registro por parte dos adquirentes dos automóveis. O Instituto era representado pelo advogado George Olímpio.
TJRN

Operação na Grande Natal em combate ao tráfico de drogas realiza prisões na manhã desta quarta

Pelo menos dez pessoas foram presas nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (20) na cidade de São José de Mipibu, na Região Metropolitana de Natal, em operação conjunta pelas polícias Civil e Militar, em combate ao tráfico de drogas na região.
Mais informações ao decorrer do dia.
BG

Juiz nega liberdade ao ex-servidor público Guilherme Wanderley, acusado de tentar matar chefes do MP no RN

A 3ª Vara Criminal de Natal, através do juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, negou pedido de revogação e manteve a prisão do ex-servidor público Guilherme Wanderley Lopes da Silva, de 44 anos, acusado de tentar matar, a tiros, três promotores de Justiça do Rio Grande do Norte, no fim da manhã de 24 de março deste ano, na sede do Ministério Público Estadual.
Ao decidir manter o ex-servidor preso, Ricardo Procópio levou em consideração o fato de que Guilherme ainda representa risco à ordem pública diante da possibilidade de ele voltar a investir contra a vida das vítimas. Antes de negar liberdade ex-servidor, o magistrado já havia negado, em agosto, pedido da defesa para que Guilherme ficasse em prisão domiciliar.
O juiz Ricardo Procópio ainda aguarda uma nova avaliação psicológica do acusado. Enquanto isso, o ex-servidor público deve permanecer detido na Unidade Psiquiátrica de Custódia e Tratamento, conhecida como Hospital de Custódia de Natal.
O crime
No atentado, foram baleados o então procurador-geral adjunto de Justiça, Jovino Pereira Sobrinho, e o promotor Wendell Beetoven Ribeiro Agra. Rinaldo Reis, que era o procurador-geral, também foi alvo de disparos, mas Guilherme errou o tiro.
BG

Condenada por desviar R$ 14 milhões do TJRN, Carla Ubarana tem pena reduzida por estudar para o Enem

A ex-chefe da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Carla Ubarana, condenada a nove anos e quatro meses de prisão, conseguiu reduzir 100 dias da pena recebida estudando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
A decisão é do juiz Henrique Baltazar, da Vara de Execuções Penais de Natal, e publicada na última segunda-feira (18)
Carla Ubarana  é condenada, junto com o marido, George Leal, por desvio de R$ 14 milhões dos precatórios do TJRN.
BG

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Forte terremoto atinge capital do México e causa pânico na população

Da EFE
Cidade do México - Vista de um destruído durante terremoto que atingiu o México (EPA/Direitos reservados)Um terremoto de 7,1 graus de magnitude na escala Richter atingiu a capital mexicana e causou cenas de pânico hoje (19), justo quando se completam 32 anos do sismo que deixou milhares de mortos na Cidade do México. A informação é da agência EFE.
O Serviço Sismológico Nacional (SSN) indicou por meio do Twitter que o tremor foi de 7,1 graus, ao fazer uma atualização do seu primeiro boletim, no qual fixou a magnitude em 6,8.
O epicentro do sismo, registrado às 13h14 (horário local, 15h14 de Brasília), localizou-se 12 quilômetros ao sudeste de Axochiapan, no estado de Morelos, a uma profundidade de 57 quilômetros.

Cidade do México - Um terremoto de 7,1 graus de magnitude na escala Richter atingiu a capital mexicana (EPA/Direitos reservados)O tremor gerou muitas cenas de pânico na capital do país apenas duas horas depois de a população ter saído às ruas de todo o país em uma simulação para lembrar o terremoto de 1985, bem como cortes no fornecimento da eletricidade e do serviço de telefonia.
O sismo de hoje foi sentido com mais força na Cidade do México do que o registrado em 7 de setembro, de magnitude de 8,2 na escala Richter, dado que o epicentro foi mais próximo. O sismo do último dia 7 de setembro, o mais poderoso desde 1932 no país, deixou 98 mortos no sul do país; 78 em Oaxaca, 16 em Chiapas e quatro em Tabasco.