domingo, 30 de agosto de 2015

Mulher morta em Serra Leoa teve teste positivo para ebola

O corpo de uma mulher que morreu em Serra Leoa teve teste positivo para o vírus do ebola, menos de uma semana depois que a última pessoa que portava a doença teve alta do hospital, disseram profissionais da saúde.
A nova morte, se confirmada, é um revés na tentativa de por fim à epidemia na região que já dura um ano e meio e infectou mais de 28 mil pessoas, matando mais de um terço delas.
A mulher, morta no sábado, possuía 67 anos e residia no distrito de Kambia, na divisa de Serra Leoa e Guiné. O médico-geral da Serra Leoa, Brima Kargbo, afirmou à Reuters que duas amostras testadas no distrito de Kambia deram positivo para o ebola. No entanto, novos testes estariam sendo feitos em Makeni, a principal cidade da província do norte, e na capital Freetown.
"Estamos particularmente preocupados porque Kambia ficou 50 dias sem um único caso confirmado de ebola, sugerindo a possibilidade de que tivesse acontecido um erro", disse Kargbo.
Ele acrescentou que a mulher que morreu trabalhava como comerciante, embora as pessoas que a conheciam afirmassem que ela não havia viajado recentemente. Ela é agora o primeiro novo caso de ebola no país desde o dia 8 de agosto.
Da Reuters