domingo, 30 de agosto de 2015

SOLDADO ATIRA E MATA CABO DA PM APÓS BRIGA DENTRO DE VIATURA NO RECIFE

O cabo da Polícia Militar Adriano Batista da Silva, 41 anos, morreu após após baleado na cabeça, na manhã deste domingo (30/08), por um soldado da mesma corporação durante uma briga na Zona Norte do Recife. O crime ocorreu dentro de uma viatura da Patrulha do Bairro, do 11º Batalhão de Polícia Militar. Após a discussão, o soldado que estava no banco de trás atirou contra o cabo, que dirigia o veículo. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital da Restauração, na área central da capital, mas não resistiu. O motivo da briga ainda não foi divulgado pela PM.
 
A Polícia Militar informou que o crime ocorreu quando a viatura passava pelo bairro de Apipucos e que o agressor "foi imediatamente preso e recolhido para o 11° BPM, onde está sendo autuado em flagrante delito." Uma terceira PM, que também estava na viatura e presenciou o crime, "está em estado de choque e deve ser ouvida durante a instrução criminal", segundo o comunicado.
O cabo Adriano Batista era natural de Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife, e estava na corporação há pouco mais de 10 anos. De acordo com a PM, ele era "considerado por todos um bom policial, tinha comportamento excepcional, era casado e tinha uma filha".

Em nota, o Comando da PM repudiou "a forma assustadora e violenta em que ocorreu o episódio e já determinou, através do Comando do 11° Batalhão, onde os policiais são lotados, e do Centro de Assistência Social, total apoio aos familiares do PM."
O Comando da corporação ressaltou "que o crime não choca apenas a sociedade, como também os cerca de 20.300 policiais militares, valorosos homens e mulheres, que na causa da segurança pública dedicam suas vidas para proteger o cidadão em todo território estadual, envergando seus uniformes e patrulhando cada região de Pernambuco com suas mais de 1.000 guarnições lançadas diariamente."