domingo, 29 de novembro de 2015

Amigo de Lula apela até para oração na cadeira

bumlaiQuando o nome do pecuarista José Carlos Bumlai passou a ser falado entre os réus da Lava Jato presos na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, os comentários eram de que seria inseguro e medroso. Mas Bumlai, preso desde a última terça (24), tem se mostrado tranquilo na maior parte do tempo. “Acredito que ele ainda não caiu na real que está preso. Passa o dia de calça social e camisa”, disse um agente. No lado esquerdo do peito, Bumlai continua carregando a imagem da Nossa Senhora e um terço feito de pedras marrons no bolso.
Segundo A Folha, também leva um crucifixo para o qual aponta e diz: “É assim que eu resisto”. Católico praticante e devoto de Santo Antônio, ele pediu logo no primeiro encontro com sua advogada uma Bíblia. E é com ela, rezando diariamente, que passa boa parte do tempo.
Nas duas horas por dia de banho de sol, Bumlai não caminha e nem se exercita, ao contrário da maioria. O que costuma fazer é aparar a barba e depois fica sentado. Também não solicitou nada desde que foi detido. Mesmo com pressão alta e medicado, abriu mão de uma dieta diferenciada. Ao longo da semana comeu os mesmos pratos que os outros presos: feijoada, linguiça toscana, carne moída e lasanha, tudo com garfos de plástico. Abriu mão do café –só toma descafeinado.