segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Piauiense permanece casado por mais tempo no Brasil, diz IBGE



Feitas por encomenda, o modelo das alianças foi ideia de Osmar (Foto: Rodrigo Menaros / G1 RR) O piauiense permanece casado por mais tempo em relação aos demais estados do Brasil. É o que revelam os dados das Estatísticas do Registro Civil 2014 divulgadas nesta segunda-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os casamentos no estado duram em média 18 anos.

Na região Nordeste essa estimativa foi de 16 anos e a média nacional é de 15 anos. O Piauí ficou na frente de estados como Maranhão, Pará e Rio Grande do Sul, que tiveram uma média de 17 anos.

Gilcilene AraújoDo G1 PI

O IBGE leva em consideração o tempo médio transcorrido entre a data do casamento e da sentença do divórcio.
Em 2014, o Piauí registrou 2.102 divórcios. A taxa geral de divórcios no estado foi de 1,31% (1,3 divórcios por mil habitantes de 20 anos ou mais de idade). Houve uma pequena redução deste número se comparado com 2013, quando a taxa foi de 1,4%.

Conforme o IBGE, os registros de casamentos e dissoluções das uniões legais contribuem para uma melhor compreensão das mudanças ocorridas na sociedade brasileira no que se refere aos arranjos conjugais oficiais do País.

No Piauí foram registrados no ano passado 12.266 casamentos. Foram 1.111 (-8,3%) casamentos a menos do que em 2013. Dos casamentos ocorridos, 12.252 foram entre homens e mulheres e 14 entre cônjuges do mesmo sexo - sendo um casamento entre homens e 13 casamentos em que os cônjuges eram do sexo feminino.

Guarda dos Filhos
Com relação à guarda dos filhos, o Piauí registrou um percentual de 86,7% de mulheres e de 5,2% de homens com a guarda de filhos. Em 7,3% dos casos, a guarda é compartilhada.

O levantamento também mostrou que a idade média de cônjuges solteiros masculino e feminino na data do casamento foi de 30 anos para os homens e de 27 anos para as mulheres.

Já a idade média dos cônjuges solteiros do mesmo sexo na data do casamento era de 36 anos entre os homens e de 33 anos entre as mulheres.