quarta-feira, 31 de agosto de 2016

“Estamos fazendo a história”, diz Renan no último dia do julgamento de Dilma

“Raríssimas vezes na vida, podemos dizer, sem sermos pretensiosos, que estamos fazendo a história. Hoje é uma destas escassas ocasiões”. A afirmação abriu o discurso do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no último dia de julgamento da presidenta afastada Dilma Rousseff.
Segundo o senador, como presidente do Senado Federal, cabe a ele dialogar não com as paixões do momento, mas com o perene espírito do tempo. “A democracia não é o melhor regime porque é infalível, mas porque corrige suas próprias imperfeições sobre o mando do único soberano ao qual as democracias se curvam: o povo”.