sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

A aliado, Cunha lamenta desunião do Centrão na Câmara


Eduardo CunhaO ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) lamentou nesta sexta-feira, durante conversa na prisão com o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), a desunião do chamado Centrão no processo de eleição para presidência da Câmara. “Disse a ele que o Rodrigo (Maia, atual presidente da Câmara, do DEM), havendo legalidade da candidatura (à reeleição), é um candidato fortíssimo. E disse que o Centrão não tem um candidato único definido. E ele não deixou de lamentar o fato de o Centrão não estar unido”, contou Marun.
Composto por cerca de 200 deputados de 13 partidos da base aliada, o Centrão tem atualmente dois pré-candidatos à presidência da Câmara: o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), e o líder do PTB, Jovair Arantes (GO). A disputa está marcada para 2 de fevereiro.
Na última eleição para presidência da Câmara, em julho deste ano, após Cunha renunciar ao cargo, o Centrão também lançou vários candidatos e acabou derrotado. No segundo turno, Maia venceu a disputa contra Rosso e foi eleito para mandato tampão de 7 meses.
VEJA