quarta-feira, 28 de junho de 2017

Fotógrafa atropelada por carro alegórico no Rio deixa hospital

Cynthia Cruz
A fotógrafa Lúcia Regina de Mello Freitas, uma das vítimas do acidente com o carro alegórico da Escola de Samba Paraíso do Tuiuti, no carnaval desse ano, deixou hospital na noite de ontem (27). Lúcia que ficou três meses internada após o acidente, foi levada novamente para o hospital no final de maio, em estado grave. 
A fotógrafa trabalhava na cobertura dos desfiles das Escolas do Grupo Especial, quando o carro desgovernado atingiu dezenas de pessoas que estavam na pista em frente ao setor 1 do Sambódromo. Vinte pessoas foram imprensadas na grade. Lúcia teve fratura exposta na perna.
Outra vítima, a radialista Elizabeth Ferreira Joffe, também atingida pelo veículo, morreu em abril, após dois meses de internação. O inquérito para apurar o acidente foi concluído pela Polícia Civil no dia 15 de março e quatro pessoas foram indiciadas: o diretor de Carnaval da Tuiuti, Leandro de Azevedo Machado; o diretor de Alegoria da escola, Jaime Benevides de Araújo Filho; o engenheiro Edson Marcos Gaspar de Andrade e o motorista Francisco de Assis Lopes.