domingo, 13 de agosto de 2017

Primárias definem neste domingo na Argentina candidatos a deputado e senador

Da Agência Brasil
Mais de 33,1 milhões de argentinos estão habilitados a votar hoje (13) nas Primárias Abertas, Simultâneas e Obrigatórias (PASO), que definirão os candidatos às eleições legislativas marcadas para 22 outubro. Ao todo, serão renovadas 127 cadeiras de deputados e 24 de senadores.

As primárias ocorrerão em 14.433 centros de votação, das 8h às 18h, em todo o país. As medidas de segurança incluem a presença de 100 mil militares, 5 mil veículos, oito helicópteros, dois aviões e 14 embarcações.
Em comunicado, a Câmara Nacional Eleitoral argentina informou que os estabelecimentos de votação estão abertos e que a demora e os inconvenientes estão dentro dos parâmetros normais de cada eleição.
As Primárias Abertas, Simultâneas e Obrigatórias foram criadas em 2009 e entraram em vigor nas eleições gerais de 2011. Um candidato, ou a coligação, deve obter pelo menos 1,5% dos votos válidos para concorrer no primeiro turno. O objetivo das primárias é reduzir o número de candidatos, que, historicamente, era alto.
Os distritos com mais eleitores são Córdoba, Santa Fé, Cidade Autônoma de Buenos Aires e Mendoza. Os que têm menor número de eleitores são Terra do Fogo, Santa Cruz, La Pampa e La Rioja.
O mandato dos deputados é de quatro anos e o dos senadores, de seis.
Macri

 Maurício Macri 
Depois de votar, o presidente Mauricio Macri manifestou o desejo de que os argentinos se expressem "com alegria" em  todas as regiões do país.

Ele enfatizou que as Primárias Abertas, Simultâneas e Obrigatórias "constituem um importante exercício de democracia".

Macri votou na Escola Wenceslao Posse, no bairro de Palermo, em Buenos Aires.