Pardos e negros figuram como maioria das vítimas de homicídios no RN

Sábado 31 de maio 2014 (10:01)

Pardos e negros são a maioria das vítimas de homicídios no Rio Grande do Norte. É o que revela um levantamento divulgado nesta semana pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos e Cidadania (COEDHUCI) que traz as referidas etnias com índice de 34 e 33%, respectivamente, no número de assassinatos registrados nos primeiros 148 dias deste ano.
Na classificação por etnias dentro dos 723 crimes já registrados no estado, o mapeamento do Conselho traz pardos com 34%, negros com 33%, brancos com 28% e não identificados são listados em 5% do total de casos.
O estudo também traça o perfil das vítimas de homicídios por gênero e faixa etária, na qual pessoas do sexo masculino e acima de 21 anos são maioria. No item por gênero, a pesquisa traz o masculino com 94% dentro do perfil das vítimas de assassinatos, deixando 6% dos casos para mulheres.
Na classificação por faixa etária, as vítimas acima de 21 anos de idade são a maioria, com 66% das ocorrências. Já os jovens figuram como vítimas em 27% das mortes. Dos 723 crimes registrados no RN dentro do período analisado, 193 vitimaram menores de 21 anos de idade.
Natal aparece com 239 crimes, sendo 72 de jovens; e Mossoró figura com 76 mortes, sendo 30 de jovens. O levantamento também detalha a violência homicida por zonas e bairros da capital potiguar e lista os 17 municípios com maior índice de assassinatos.

De Fato



Related Post