A Origem da Palavra Blog

Blog é a forma abreviada de “weblog”. O termo “weblog” foi criado em Dezembro de 1997 por um americano chamado Jorn Barger. Ele usou-o para indicar que se iria registar enquanto navegava on-line. Mais tarde, em 1999, um outro internauta de nome Peter Merholz, mudou o termo “weblog” para “we blog” num dos seus posts. Talvez por ser mais fácil de pronunciar as pessoas passaram a usar a expressão abreviada de “weblog”..

Assembleia prorroga suspensão de atividades presenciais até 31 de julho

Assembleia prorroga suspensão de atividades presenciais até 31 de julho

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte decidiu prorrogar por mais 30 dias, o decreto que suspende todas as atividades presenciais, legislativas e administrativas do Poder Legislativo do Estado. A decisão transfere para 31 de julho de 2020 a retomada dos trabalhos presenciais na sede do Parlamento.
“As autoridades em saúde e sanitárias afirmam ainda não ser possível a retomada das atividades presenciais em ambientes fechados e considerando o número de casos de infecção pelo novo coronavírus no Rio Grande do Norte prorrogamos o decreto, estendendo o teletrabalho”, justifica o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).
Assim como o Tribunal de Justiça, o Tribunal de Contas do Estado, o Ministério Público, além da Defensoria e demais órgãos estaduais, a prorrogação do decreto é uma realidade.
A continuidade da suspensão das atividades presenciais na Assembleia Legislativa se dá com seguimento das atividades parlamentares e administrativas da Casa de maneira remota, com sessões ordinárias, reuniões de lideranças e Comissões Temáticas.
De acordo com o decreto de prorrogação, a Mesa Diretora da Assembleia segue avaliando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das demais autoridades sanitárias e de saúde. O decreto citado será publicado na edição desta quarta-feira (01.07) no Diário Oficial Eletrônico.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

OMS registra queda de casos diários do novo coronavírus no mundo

OMS registra queda de casos diários do novo coronavírus no mundo
O número de casos do novo coronavírus no mundo chegou a 10,11 milhões, após o registro de 96.286 novas infecções nas últimas 24 horas, o que representa uma redução acentuada nos contágios diários, informou nesta terça-feira (30), a Organização Mundial da Saúde (OMS).
Nos últimos dias, os casos confirmados por dia variaram de 130 mil a 160 mil, com um pico de 191 mil infecções em um único dia.
O banco de dados da OMS recebeu a confirmação de 502.278 mortes por Covid-19, o que significa 2.365 óbitos a mais do que no dia anterior.
Este é o menor número de mortes a nível mundial em semanas.
A tabela dos 12 países mais afetados do mundo permanece estável, com os Estados Unidos no topo, com mais de 2,54 milhões de casos, seguidos pelo Brasil, com 1,34 milhão.
Eles são seguidos, em ordem decrescente, pela Rússia, Índia, Reino Unido, Peru, Chile, Espanha, Itália, Irã, México e Paquistão.
EFE
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Aplicativo de transporte doa vouchers para profissionais de saúde no RN

Aplicativo de transporte doa vouchers para profissionais de saúde no RN
O Governo do RN recebeu a doação de 3 mil corridas no aplicativo de transporte “99” para serem utilizadas pelos profissionais de saúde no combate ao Covid-19.
A empresa já doou R$ 4 milhões em corridas para todo o Brasil e no Rio Grande do Norte serão beneficiados os profissionais que trabalham nos hospitais da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), servidores do nível central e também os profissionais que estão hospedados no Hotel Barreira Roxa, por meio do projeto Acolhe Saúde.
Para dúvidas de como utilizar o app, basta acessar o endereço eletrônico: https://99app.com/coronavirus/governos/rn/ Para receber o código promocional os servidores devem procurar o setor de Recursos Humanos de cada unidade.
Antes de solicitar a corrida a pessoa beneficiada deverá inserir o código promocional na aba “Cupom de Desconto” no 99app. Cada voucher terá o valor de 25 reais e será válido para 1 deslocamento realizado na categoria 99POP. A parceria tem validade até o dia 31 de julho.
BG
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

IFRN prorroga prazos de processos seletivos; ProITEC, Proeja e cursos técnicos de nível médio subsequente somam de 1.300 vagas

IFRN prorroga prazos de processos seletivos; ProITEC, Proeja e cursos técnicos de nível médio subsequente somam de 1.300 vagas
O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) retificou os prazos do cronograma de três editais para processos seletivos com 1.300 vagas. A retificação altera as datas de aplicação de provas e de divulgação de resultados, entre outros. Embora coordenada pela Coordenação de Acesso Discente, setor da Pró-Reitoria de Ensino, a execução das etapas das seleções para estes editais está sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).
Com o isolamento social em decorrência da Covid-19, os documentos foram alterados com o intuito de permitir que os estudantes interessados e a equipe envolvida nos processos seletivos possam ter segurança para desempenhar suas atividades.
ProITEC
Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC) visa o aprofundamento de aprendizagem de alunos das escolas da rede pública de ensino do Rio Grande do Norte, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ética e Cidadania.  Uma das etapas anteriores à prova do Programa é a entrega da documentação e informações sobre o material didático, base de estudo preparatório para os interessados. Com a alteração do cronograma, a entrega será entre os dias 17 e 21 de agosto, nos campi em que cada estudante fez a inscrição. A prova foi reagendada para 18 de outubro, a publicação do Edital do Exame de Seleção 2021 deverá acontecer em 19/10/2020 e a entrega do Certificado do ProITEC acontece a partir de 07 de dezembro. Clique AQUI e acesse o documento completo.
Subsequente e Proeja
Para as 1,3 mil vagas dos 20 Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente e para o curso Integrado em Edificações do Campus Mossoró (na modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja) as alterações vão desde a divulgação do cartão de inscrição, que passou para o dia 3 de setembro, até a aplicação das provas, marcada para 13/09. O resultado final está agendado para 23 de outubro. AQUI está disponível o Edital nº 12, com as vagas do Subsequente e AQUI o Edital nº 13, com o curso Integrado em Edificações do Campus Mossoró e suas alterações.
Acesse
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Inadimplência no ensino superior privado aumenta 23,9% em maio

Inadimplência no ensino superior privado aumenta 23,9% em maio

Por Flávia Albuquerque

Diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, A taxa de inadimplência no ensino superior privado no Brasil ficou em 23,9% em maio, percentual 51,7% maior que o registrado no mesmo período de 2019. As mensalidades em atraso referentes aos cursos presenciais tiveram aumento ainda maior no período (55,1%), e as de cursos de ensino a distância (EAD) subiram 8,6%.
O percentual de inadimplência nas instituições de grande porte ficou em 23,4% e nas instituições de pequeno ou médio porte, em 24,2% no mesmo período. Na comparação com abril deste ano, houve queda de 9,1/% na inadimplência. Houve queda tanto na modalidade presencial (-11,4%) quanto no EAD (-7,9%).

Os dados fazem parte da 3ª Pesquisa Cenário Econômico das Instituições de Ensino Superior Privadas e foram divulgados hoje (29), pelo Semesp, entidade que representa as universidades privadas no país. Segundo o diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, que é economista, os dados refletem duas das consequências da pandemia de covid-19: aumento do número de desempregados e queda na renda dos trabalhadores.
“Com relação à queda de maio ante abril, muitos alunos que estavam inadimplentes renegociaram, não necessariamente pagaram, mas parcelaram para pagar no segundo semestre ou depois de formados. Outro aspecto é que vários alunos tinham brecado o pagamento por conta do choque inicial da pandemia, pensando que iam perder renda, emprego, teriam suspensão do contrato de trabalho, ou que não haveria aula. Com o passar do tempo, e as coisas entrando minimamente em uma normalidade, aulas acontecendo, e vendo que a renda vai se manter, eles retomaram o pagamento”, explicou Capelato.
A pesquisa mostra também que houve aumento de 14,2% no número de alunos que desistiram ou trancaram a matrícula no mês de maio. No caso dos cursos presenciais, a evasão aumentou 14,3%. Já nos cursos EAD, a taxa de evasão caiu 2,4%. Quanto ao porte das instituições, a taxa de evasão entre os alunos das pequenas ou médias foi de 4,1%. Nas universidades de porte grande, a taxa subiu 9,9%. Na comparação com abril, o aumento foi de 31,3%. Cerca de 3,6% dos alunos deixaram o curso em maio perante os 2,8% do mês de abril. A maior taxa de evasão foi sentida pelos alunos da modalidade EAD.
“O nosso receio é na virada do semestre. Como o contrato no ensino superior é semestral, o aluno terá que se rematricular, e aí vários podem considerar que as aulas presenciais não serão retomadas neste ano, o que pode levá-los a trancar as matrículas para retomar no ano que vem. Por isso, nessa virada do semestre, podemos ter um aumento da evasão mais significativo”, afirmou Capelato.
O diretor executivo do Semesp destacou que maio é um mês que normalmente tem índice de evasão maior que o de abril, o que não quer dizer que o aumento registrado neste ano seja apenas culpa da pandemia. “A maioria dos estudantes não quer perder o investimento, e vemos que o movimento este ano concentra-se nos alunos do primeiro semestre, que começaram as aulas em março e, 15 dias depois, tiveram as aulas presenciais suspensas."

Demissão de professores
Capelato ressaltou que a inadimplência, a evasão e a captação de novos alunos são fatores que influenciam na sustentabilidade das instituições, o que pode interferir na capacidade de as universidades manterem seu corpo docente integralmente. Segundo o economista, uma norma estabelecida no acordo coletivo dos profissionais impede que haja demissões depois de iniciado o semestre, de forma a ser uma garantia para o professor.
Na semana passada, a Universidade Nove de Julho (Uninove) demitiu cerca de 300 professores, de acordo com dados do sindicato da categoria. Capelato disse não ter dúvidas de que a motivação para as demissões é o cenário pessimista enxergado pelas universidades privadas e estima que as dispensas devem, inclusive aumentar entre hoje e amanhã.
“Neste momento, a norma está fazendo com que as instituições, diante do cenário que se espera ser muito ruim, tenham que se antecipar e demitir. Por isso, houve o problema na Uninove, e os alunos reclamaram que as demissões foram no período de aula. Ou a universidade faz a demissão agora, ou entra no segundo semestre tendo que manter os professores com ociosidade, e número de professores maior do que o número de turmas, e aí ela não vai aguentar porque não vai ter receita para isso”, afirmou.
Para Capelato, deve haver ainda um encolhimento da estrutura das universidades, porque o sistema de aulas online implantado emergencialmente pode se mesclar com o de aulas presenciais, deixando essa estrutura física ociosa. “No modelo das aulas remotas, a faculdade continua com o professor com a mesma carga horária, dando aula remotamente. É possível combinar as aulas do presencial com aulas remotas. O aluno não precisa mais ir todos os dias para a faculdade. Não haverá mais essa necessidade.”
Segundo o representante do Semesp, com o planejamento adequado, é possível ainda aumentar o número de estudantes, reduzir o valor das mensalidades e ter mais capacidade para atender os alunos quando eles estiverem nos campi. “Isso pode inclusive implicar a volta da contratação de professores. Quando a universidade voltar a registrar crescimento no número de alunos, volta a crescer o número de professores. Esse modelo não é como o EAD, que tem as aulas prontas disponíveis. O professor continua interagindo com os alunos”, finalizou.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Escolas municipais do Rio permanecem sem aulas até 3 de agosto

Escolas municipais do Rio permanecem sem aulas até 3 de agosto
Por Akemi Nitahara
Sala de aulaAs escolas da rede municipal do Rio de Janeiro permanecem sem aulas presenciais até, pelo menos, o dia 3 de agosto. A determinação está em decreto publicado na edição de hoje (30) do Diário Oficial da cidade.
As atividades nas escolas do município estão suspensas desde o dia 16 de março, como medida sanitária para conter a pandemia de covid-19. A rede abrange 1.540 unidades de ensino, que têm cerca de 650 mil alunos.
Em reunião ontem, não houve acordo entre a prefeitura do Rio e o sindicato dos professores para a volta às aulas nas escolas particulares do município.
A rede estadual continua sem previsão para o retorno das aulas presenciais
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

BNDES aprova financiamento de R$ 208 milhões para parque eólico

BNDES aprova financiamento de R$ 208 milhões para parque eólico
Por Alana Gandra
Usina de Energia Eólica (UEE) em Icaraí, no Ceará (CE)O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (30) a aprovação de financiamento no valor de R$ 208 milhões para a implantação do parque eólico Ventos de Santa Martina 14, nos municípios de Caiçara do Rio do Vento e Riachuelo, no Rio Grande do Norte. Segundo a instituição, o apoio financeiro estimula a diversificação da matriz energética brasileira através de fonte limpa e renovável.
O parque eólico pertence ao grupo Casa dos Ventos, considerado um dos maiores investidores no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil, e será um dos oito parques localizados no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção. O grupo desenvolve também projetos de geração solar nos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia.
O financiamento será concedido à sociedade de propósito específico (SPE) Ventos de Santa Sofia Energias Renováveis S.A. e tem perspectiva de geração de mais de 200 postos de trabalho durante e após a conclusão do projeto, considerando apenas o parque eólico financiado. Estima-se que 1.500 postos de trabalho serão criados durante a implantação de todo o complexo que se estende por três municípios do estado, com capacidade total instalada de 504 megawatts (MW).
O BNDES financiará as obras de implantação e a aquisição de equipamentos nacionais. A previsão é que o parque eólico Ventos de Santa Martina 14 entre em operação comercial daqui a um ano, incorporando 63 megawatts à capacidade total do complexo.

Outros projetos
No último mês de março, o BNDES assinou contrato com a Engie Brasil no valor de R$ 2,7 bilhões. Os recursos serão empregados para implantação de um complexo eólico, na Bahia. O Conjunto Eólico Campo Largo - Fase 2, a ser instalado nos municípios baianos de Umburanas e Sento Sé, vai gerar energia suficiente para atender 850 mil domicílios.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Governo de SP prorroga vacinação contra a gripe e amplia público

Governo de SP prorroga vacinação contra a gripe e amplia público
Por Elaine Patricia Cruz
Movimentação de idosos no posto da 612 Sul para Vacinação contra InfluenzaO governo de São Paulo anunciou hoje (30) que vai prorrogar a vacinação contra a gripe em todo o estado até o dia 24 de julho. A novidade é a liberação da vacina para toda a população, e não apenas para os grupos prioritários. A imunização estará disponível até que as doses se esgotem nos postos de saúde.
Neste ano, as doses da vacina são constituídas por três cepas do vírus Influenza: A/Brisbane/02/2018 (H1N1)pdm09; A/South Austrália/34/2019 (H3N2); e B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria).
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo apela especialmente para que crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos, gestantes e puérperas sejam vacinadas, pois os índices de vacinação nesses públicos ainda são inferiores a 60%.
“É muito importante que pessoas que se enquadram nestes grupos vulneráveis busquem a unidade de saúde mais próxima de sua residência. A vacina protege contra as complicações da gripe e não causa a doença”, disse Nubia Araújo, diretora de Imunização da secretaria.
Segundo o governo paulista, a vacina é segura, eficaz e ajuda a evitar doenças respiratórias causadas por gripes e resfriados, mais frequentes nessa época do ano.
A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas o governo considera que ela é fundamental para diminuir o número de pessoas que apresentam problemas respiratórios graves, principalmente as que necessitam de internação.
“Além de proteger a população contra a Influenza, precisamos minimizar o impacto sobre os serviços de saúde em meio à pandemia de covid-19, já que os sintomas dessas doenças são semelhantes”, disse o secretário da Saúde, José Henrique Germann.
Até o momento, mais de 14,2 milhões de doses de vacina contra o vírus Influenza já foram aplicadas em todo o estado de São Paulo, nos grupos considerados prioritários, como idosos, crianças, gestantes e profissionais da saúde. A meta de chegar a 90% da população-alvo foi atingida entre alguns públicos, alcançando 5,8 milhões de idosos (100%); 1,5 milhão de profissionais da saúde (100%) e 6,7 mil indígenas (100%). 
Mais cedo, a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo já havia anunciado a prorrogação da vacina contra a gripe na capital paulista.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Pandemia tira emprego dos mais pobres e aumenta poupança dos mais ricos

Pandemia tira emprego dos mais pobres e aumenta poupança dos mais ricos

Se você está trabalhando de casa durante essa pandemia, é provável que esteja gastando menos com transporte e alimentação fora de casa.
Ao mesmo tempo, milhões de trabalhadores tiveram seus salários reduzidos, ou pior, perderam completamente seus empregos e salários.
A pandemia trouxe uma situação estranha que, segundo economistas, não tem paralelo em recessões anteriores. Ela criou "uma divisão nas finanças domésticas", diz Neil Shearing, economista-chefe da Capital Economics.
"Uma parte da população sofreu perda de renda ou vive sob ameaça de uma perda iminente de renda, enquanto outra está cheia de dinheiro graças a um aumento grande e involuntário de poupança."

Economia surpresa

Rebecca O'Connor, especialista em finanças pessoais na Royal London e fundadora do site Good With Money, disse à BBC que a realidade financeira das pessoas "está muito diferente agora" e, para alguns, "até economizar uma pequena quantia parecerá quase impossível".

QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Brasil responde por um quinto das novas mortes por coronavírus no mundo

Brasil responde por um quinto das novas mortes por coronavírus no mundo

Com menos de 3% da população mundial, o Brasil responde hoje por um quinto das novas mortes causadas pelo novo coronavírus no mundo.
Do total de mortes por coronavírus no mundo na semana passada (33.808), segundo dados do Centro Europeu de Prevenção e Controle das Doenças, 20,7%, ocorreram no Brasil. Foram 7.007 novas mortes registradas.
O índice é semelhante ao da Ásia, que respondeu por 19% das novas mortes na semana passada, e ao da América do Norte, com Estados Unidos e Canadá, responsáveis por 18%. Já a Europa respondeu por 9% e, a África, 4%.
As semanas consideradas para análise começam aos domingos e terminam aos sábados - o último, no dia 27 de junho.
Somando os dados do Brasil aos da América Latina e do Caribe, conclui-se que a região responde por quase a metade, ou 49,1%, dos novos óbitos semanais pela covid-19 no mundo (16.625 na semana passada). A região é considerada o novo epicentro da pandemia, e tem tido um aumento acentuado em casos.

QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

O histórico de polêmicas de Carlos Alberto Decotelli, que não será ministro da Educação

O histórico de polêmicas de Carlos Alberto Decotelli, que não será ministro da Educação

Decotelli teve sua nomeação para o cargo de ministro da Educação publicada na quinta-feira (25/06), mas não chegou a assumir o cargo. No começo da semana, o governo decidiu adiar a cerimônia de posse depois de um crescente mal-estar causado por uma série de informações falsas descobertas no currículo do professor.
Decotelli foi recebido na tarde desta terça pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em seu gabinete no Palácio do Planalto, onde apresentou sua carta de demissão.
As polêmicas que resultaram no cancelamento da nomeação de Decotelli começaram antes mesmo do anúncio de que ele comandaria a Educação — remetem à passagem anterior dele pelo governo, em 2019, como presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
Decotelli comandou a autarquia entre fevereiro e agosto do ano passado, quando o MEC anunciou a troca do comando do fundo sem informar o motivo. 
BBC
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Gilmar Mendes é escolhido relator do pedido no STF contra foro privilegiado para Flávio Bolsonaro

Gilmar Mendes é escolhido relator do pedido no STF contra foro privilegiado para Flávio Bolsonaro
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi escolhido relator de uma ação em que o Ministério Público do Rio contesta o foro privilegiado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso das “rachadinhas”.
A ação é de autoria do Ministério Público do Rio de Janeiro, que pede a cassação da decisão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do estado. A decisão retirou o caso do juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal, na primeira instância, e enviou para a segunda instância.
Os investigadores do MP argumentam que há um histórico de decisões no STF no sentido de que o foro privilegiado se aplica apenas a crimes cometidos no exercício do cargo e em razão das funções a ele relacionadas.
A reclamação é uma ação que serve para contestar decisões que desrespeitem entendimento do Supremo.
A defesa de Flávio Bolsonaro considera que o Órgão Especial do TJ, formado pelos desembargadores mais antigos do tribunal, é o competente para julgar o caso, já que o senador era deputado estadual no período em que teriam ocorrido os fatos.
O pedido foi distribuído ao ministro Gilmar Mendes por prevenção. Esse termo significa que o ministro já havia sido relator de um caso relacionado. Em setembro de 2019, Mendes relatou uma reclamação apresentada por Flávio pedindo a suspensão das investigações sobre o parlamentar no Rio.
‘Rachadinhas’
O inquérito apura um suposto esquema no gabinete de Flávio Bolsonaro quando o hoje senador era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Segundo o MP, uma organização criminosa praticava “rachadinhas”, a devolução de salários por funcionários contratados pelo gabinete ao parlamentar.
Essa foi a investigação que levou à Operação Anjo, na qual foi preso Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro. A mulher dele, Márcia, também teve a prisão decretada, mas está foragida.
Apesar da mudança de foro, os desembargadores decidiram pela validade das decisões de Itabaiana, e a defesa dos investigados entrou com um recurso para que o Órgão Especial anule toda a investigação – o que, na prática, poderia tirar Queiroz da cadeia.
Nesta segunda-feira, está previsto um depoimento de Queiroz à Polícia Federal. O ex-policial militar, que está preso em Bangu, na Zona Oeste do Rio, será interrogado por videoconferência sobre o suposto vazamento da Operação Furna da Onça.
G1
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Técnico Bruno Lage deixa Benfica e torcida já sonha com Jorge Jesus

Técnico Bruno Lage deixa Benfica e torcida já sonha com Jorge Jesus
Por Maurício Costa
Soccer Football - Brasileiro Championship - Palmeiras v Flamengo - Allianz Parque, Sao Paulo, Brazil - December 1, 2019   Flamengo coach Jorge Jesus   REUTERS/Amanda PerobelliFim da linha para Bruno Lage no Benfica. Após a derrota por 2 a 0 para o Marítimo, o técnico pediu demissão faltando apenas cinco rodadas para o término do Campeonato Português. Desde o retorno da competição após a paralisação devido ao novo coronavírus, o time de Lisboa conseguiu apenas uma vitória em cinco partidas.
O baixo rendimento fez o Benfica se distanciar do líder Porto. Há duas rodadas, as águias chegaram a liderar a competição ao vencer o Rio Ave por 2 a 1. Porém, as duas derrotas nas partidas seguintes fizeram a equipe de Bruno Lage ficar seis pontos atrás do grande rival.
O presidente do Benfica, Luís Felipe Vieira, assumiu a culpa pela fase ruim do time e revelou o incômodo de Bruno Lage com a situação.
“Sou o único culpado, não há aqui mais culpados. Sou eu. Nosso treinador, Bruno Lage, quando acabou o jogo, dirigiu-se a mim e me disse: presidente, tens meu lugar a sua disposição, porque entendo que neste momento as coisas não são boas para o Benfica. Não quero dizer que eu não tenha qualidade, não tenha capacidade para dar a volta por cima, como já dei. Mas neste momento não há condições para fazer, toda a gente parece que quer que eu vá embora”.

Primeira Liga - Benfica v TondelaO sentimento de que não havia mais clima para a continuidade de Bruno Lage não é exclusividade do treinador. Torcedor do Benfica, Marco Teles, de 32 anos, entende que o técnico cometeu erros que o levaram a “perder o vestiário”.
“Em relação à saída do Bruno Lage, como benfiquista, acho que foi a melhor solução, pois ele, ultimamente, não tem feito as melhores opções. Foi um técnico muito importante no título da temporada anterior, mas neste ano não está tão bem. Ele excluiu alguns jogadores da equipe e voltou a utilizá-los agora nesta fase que a equipe está pior, como o Zivkovic. Tem também o caso do Samaris, que foi muito importante na temporada passada e nesta foi pouco utilizado. Obviamente, isto tem interferência dentro da equipe. Os jogadores sentem esses erros e também começam a falhar. Às vezes parece até falhas propositais para prejudicar a equipe e mandarem o treinador embora”.
E o futuro? Jornais portugueses apontam três opções no momento: Mauricio Pochettino, Jorge Sampaoli e Marco Silva. O favorito seria Pochettino, que está desempregado. O português Marco Silva também está livre no mercado desde a saída do Everton (ING), em 2019. Jorge Sampaoli é o atual treinador do Atlético-MG, e tem carta branca com a diretoria do Galo para contratações e início de um projeto a longo prazo. Apesar das três opções, o torcedor sente saudade de outro treinador, como lembra o benfiquista Marco Teles.
“O Sampaoli eu não sei muito bem o que pode acrescentar ao Benfica e ao futebol português, que é um futebol que ele não conhece. Também se fala no Pochettino, mas não sei se será a melhor solução. Eu, como benfiquista, não me importaria de ver o Jorge Jesus aqui outra vez. Sabendo que é difícil, talvez a melhor opção seja o Marco Silva, por ter sido treinador do Sporting na Liga Portuguesa e conhece bem o futebol português”. 
Jorge Jesus vem sendo cogitado para assumir o Benfica desde o retorno do futebol em Portugal e tem grande apelo dos torcedores, principalmente nas redes sociais. Pelo clube, conquistou três vezes o Campeonato Português, além de uma Taça da Portugal e cinco Taças da Liga de Portugal. O técnico renovou o contrato com o Flamengo até junho de 2021.

QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Arthur Virgílio Neto, prefeito de Manaus, é internado em UTI com Covid-19

Arthur Virgílio Neto, prefeito de Manaus, é internado em UTI com Covid-19
O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, de 74 anos, foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital particular da cidade na madrugada desta terça-feira (29) com Covid-19.
Arthur deu entrada no hospital ainda na noite de segunda-feira (29). Ele foi encaminhado inicialmente para a enfermaria e depois transferido, já na madrugada desta terça-feira, para a UTI. No hospital, Arthur passou pelo exame de Covid-19 e testou positivo.
Em nota, a prefeitura afirma que que uma tomografia confirmou o diagnóstico. Cerca de 25% do pulmão do prefeito está comprometido pelo vírus, segundo apurou o G1.
Em boletim médico divulgado pela Prefeitura de Manaus, Arthur tem quadro estável e segue despachando normalmente de dentro do hospital.
“O prefeito se encontra hemodinamicamente estável, sem necessidade de uso de drogas vasoativas, mantendo boa saturação de oxigênio em ar ambiente, realizando VNI com boa resposta. Lúcido e orientado, recebendo medicações por via oral conforme protocolo institucional”, afirma o documento.
VNI é o método de ventilação não invasiva e, seguindo recomendação da equipe médica, o prefeito seguirá em observação nas próximas 24h.
Manaus concentra, até a última atualização desta segunda-feira, 27.132 casos e 1.771 mortes por Covid-19. O Amazonas é um dos estados mais afetados do país pela pandemia do novo coronavírus, com mais de 69 mil casos e 2.792 mortes.
O impacto do vírus no Amazonas chegou a levar os sistema de saúde e funerário a um colapso. Leitos de UTI quase atingiram a capacidade máxima de ocupação em hospitais da rede estadual. Em cemitérios, a prefeitura de Manaus precisou abrir valas comuns para conseguir suprir a demanda de mortes diárias.
Arthur, no início de junho, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro após ser chamado de “um bosta de um prefeito” durante uma reunião ministerial. O presidente fez a declaração enquanto criticava às ações de combate ao coronavírus na capital do Amazonas.
Em nota, Arthur, à época, disse que os insultos do presidente “representavam um verdadeiro “strip-tease moral” feito por quem não tem a mais mínima condição de governar o Brasil”.
G1
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Investimento em transporte deve cair a nível do início do século

Investimento em transporte deve cair a nível do início do século
Por Wellton Máximo
Despacho do ministro Augusto Nardes autorizou a continuação do processo pelo Ministério da Infraestrutura e ANTTA retração nos investimentos federais observada com a pandemia do novo coronavírus (covid-19) deve fazer os investimentos em transporte recuarem para níveis dos primeiros anos do século. A conclusão consta de levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com informações da organização não governamental Contas Abertas.
Segundo o relatório, o investimento federal em infraestrutura de transportes tinha totalizado R$ 8,3 bilhões em 2019, o menor valor desde 2007. O Orçamento de 2020 autoriza investimentos de R$ 8,6 bilhões na área. A CNI, no entanto, adverte para a possibilidade de que os investimentos federais em transporte retrocedam para o nível dos primeiros anos do século, quando não passavam da casa dos R$ 7 bilhões.
De acordo com a CNI, a crise provocada pela pandemia da covid-19, que reduziu a arrecadação do governo, tende a fazer com que o valor desembolsado para investimentos federais seja bem menor que o autorizado. O levantamento inclui os gastos do Ministério da Infraestrutura, da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e das Companhias Docas – estatais que administram os portos brasileiros.
No ano passado, o investimento federal em transporte caiu 64% em relação ao pico registrado em 2010, quando tinham sido gastos R$ 22,9 bilhões. Desde aquele ano, o volume desembolsado caiu, em média, 9% ao ano. A queda mais expressiva ocorreu nos investimentos em rodovias, que somaram apenas R$ 6,6 bilhões em 2019 após alcançarem o valor anual de R$ 17,1 bilhões investidos em 2010.
Também contribuíram para a redução dos recursos aplicados a transferência ao setor privado de aeroportos até então administrados pela Infraero, a conclusão dos principais trechos da Ferrovia Norte-Sul e a paralisação de obras nas Ferrovias Transnordestina e Oeste-Leste, recentemente retomadas.
A CNI, no entanto, aponta que o fator principal que estrangulou a capacidade de investimento nos últimos anos foi a crise fiscal, cujo crescimento de despesas obrigatórias – como gastos com o funcionalismo e com a Previdência Social – afetou o Orçamento da União. No caso do Ministério da Infraestrutura, embora a pasta tenha dotação de R$ 22,1 bilhões para este ano, somente R$ 7,9 bilhões (36% da verba aprovada) estão disponíveis para investimento.

Reformas e privatizações
Para a CNI, os investimentos federais só poderão ser destravados com a continuidade da agenda de reformas e de privatizações após o fim da pandemia. “Além de reduzir as obrigações de gastos sob a responsabilidade do Estado, a transferência de ativos públicos é uma forma de se contrapor às falhas do setor público, ao atrair a expertise e a agilidade da iniciativa privada tanto nos investimentos quanto na gestão dos ativos”, destacou a entidade em nota.
A confederação citou como exemplo o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) para retomar a capacidade de investimentos. Segundo o levantamento, desde a sua criação, em 2016, até o fim de 2019, o PPI fez mais de 170 leilões, com investimentos totais de R$ 700 bilhões e arrecadação de R$ 137 bilhões em outorgas pelo poder público. Para 2020, a expectativa é leiloar pelo menos 40 projetos de infraestrutura.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Resgatado nos fundos do Palácio do Planalto e “adotado” pela família Bolsonaro, cachorro “Augusto” será devolvido ao dono após repercussão nas redes sociais

Resgatado nos fundos do Palácio do Planalto e “adotado” pela família Bolsonaro, cachorro “Augusto” será devolvido ao dono após repercussão nas redes sociais
A vida de cachorro presidencial de Augusto foi muito boa por 12 dias, mas acabou. O animal, que tinha sido resgatado nos fundos do Palácio do Planalto no dia 18 de junho e adotado já no dia seguinte pela família Bolsonaro, voltará para a casa do antigo dono. O reencontro só foi possível após o grande sucesso do bichano nas redes sociais, que já tem mais de cinco mil seguidores no Instagram.
A primeira-dama Michelle Bolsonaro, intitulada no perfil como mãe de Augusto, deixou uma mensagem de despedida na última foto publicada.
“Meu amor, vamos sentir saudades de tudo com você”, escreveu.
O cachorro, que segundo a descrição no Instagram é da raça pastor-maremano, oriunda da região central da Itália, estava com uma coleira quando foi resgatado. Antes de chegar aos jardins do Palácio do Alvorada, passou um dia em um lar temporário e foram feitos anúncios nas redes sociais procurando os antigos donos, que na época não foram localizados.
Sonar – O Globo
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Site da Caixa Econômica registra instabilidade nesta terça

Site da Caixa Econômica registra instabilidade nesta terça
Acesso internet celularPor Wellton Máximo
Os clientes da Caixa Econômica Federal que usaram o site do banco enfrentaram instabilidades nesta terça-feira (30). Desde o início da manhã, correntistas relataram dificuldades em fazer consultas e concluir transações.

A instituição confirmou o problema, mas informou que a instabilidade se deveu à adoção de aperfeiçoamentos para dar conta do crescimento de volume de acessos nos últimos meses. Segundo o banco, o serviço já foi normalizado nesta tarde.

“A Caixa informa que registrou intermitência no Internet Banking em virtude da implementação de melhorias para atender ao crescimento do volume de acessos simultâneos. Os acessos já estão normalizados”, informou a assessoria de imprensa da instituição.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Entenda por que a OMS diz que ‘pior da pandemia ainda está por vir’

Entenda por que a OMS diz que ‘pior da pandemia ainda está por vir’
O pior da pandemia do Covid-19 ainda pode estar por vir, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS), seis meses depois do começo da pandemia.
O diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que o vírus infectaria mais pessoas se os governos não implementassem as políticas certas.
Sua mensagem segue sendo: “teste, rastreie, isole e faça quarentena”.
Mais de 10 milhões de casos foram registrados no mundo todo desde o surgimento da doença na China no final do ano passado.
O número de infectados que morreram está agora acima de 500 mil. Metade dos casos no mundo ocorreram nos Estados Unidos e na Europa, mas a Covid-19 está crescendo rapidamente nas Américas, sobretudo nos Estados Unidos e Brasil.
O vírus também está afetando o sul da Ásia e a África, com o pico da pandemia previsto para chegar no final de julho.
“Todos queremos que isso acabe. Todos queremos dar sequência às nossas vidas. Mas a realidade dura é que não estamos nem perto disso”, disse Tedros.
“Apesar de muitos países já terem feito progresso, globalmente a pandemia está na verdade acelerando.”
“Com 10 milhões de casos agora e meio milhão de mortes, a não ser que nós enfrentemos o problema que já identificamos na OMS, a falta de união nacional e a falta de solidariedade global e o mundo dividido que estão ajudando o vírus a se espalhar… o pior ainda está por vir.”
“Lamento dizer, mas com esse ambiente e com essas condições, nós tememos pelo pior.”
“Nós também fazemos um apelo para que os governos sigam os exemplos de Alemanha, Coreia do Sul e Japão, que mantiveram seus surtos sob controle através de políticas que incluíram testes e rastreios rigorosos”, disse ele.
Tedros não citou exemplos de países que considera problemáticos no combate ao coronavírus.
Quais são os países mais afetados?
Estados Unidos e Brasil estão entre os países com o maior número de casos e de mortes. Em ambos, autoridades locais estão tomando decisões sobre reabrir ou não a economia.
O Estados Unidos registraram mais de 2,5 milhões de casos e cerca de 126 mil mortes com o Covid-19 até agora — mais do que qualquer outro país.
Os Estados americanos que abandonaram a quarentena nas últimas semanas — sobretudo no sul — têm registrado aumentos fortes no número de casos.
Os novos surtos fizeram com que Texas, Flórida e outros Estados restringissem as medidas de reabertura novamente.
O país com o segundo maior número de casos é o Brasil — são 1,3 milhão e mais de 58 mil mortes.
Na segunda-feira (29), o Distrito Federal decretou estado de emergência. Grande parte dos estados e prefeituras do Brasil tem adotado medidas de reabertura da economia.
No Reino Unido, país da Europa Ocidental com o maior número de mortes, o país se prepara para a reabertura da economia, mas uma cidade, Leicester, terá de permanecer com parte de seu comércio fechado devido ao aumento de casos.
Bem Estar G1, com BBC
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Governo abre consulta pública por sugestões para o Agro 4.0

Governo abre consulta pública por sugestões para o Agro 4.0

O governo federal abriu uma consulta para obter opiniões e sugestões da sociedade civil sobre o Agro 4.0, iniciativa que visa estimular a adoção de tecnologias 4.0 na agricultura brasileira. O objetivo é aumentar a produtividade do setor por meio de projetos-pilotos que adotem e difundam tecnologias digitais na cadeia produtiva do agronegócio.
A consulta, que já está aberta, deve ser encerrada no dia 8 de julho. Segundo a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), serão coletadas informações e sugestões de critérios para seleção dos projetos-pilotos, de forma a dar transparência ao processo de construção do Agro 4.0 e levantar contribuições que irão subsidiar a formulação do edital.
As sugestões deverão ser encaminhadas por meio de formulário. A identificação pessoal é opcional, e os dados não serão divulgados individualmente. Para conhecer os critérios da consulta pública e enviar o formulário clique aqui.
De acordo com a ABDI, a consulta está aberta a produtores rurais e representantes da agroindústria, em parceria com entidades como associações, cooperativas, universidades, parques tecnológicos.
Os projetos abrangerão categorias como as de insumos, produção, colheita, processamento e integração de cadeia de valor. A iniciativa conta com a participação dos ministérios da Economia; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Ciência, Tecnologia e Inovação.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Tenente-coronel da PM saca arma e atira em vizinho no Condomínio Bosque dos Poetas

Tenente-coronel da PM saca arma e atira em vizinho no Condomínio Bosque dos Poetas
Um morador do condomínio de casas, Bosque dos Poetas, na Grande Natal, atirou em um outro morador na tarde desta terça-feira(30). Ainda não se tem informação da motivação.
Segundo informações de moradores, os disparos, cerca de quatro ou cinco, teriam partido de um tenente-coronel da polícia. O morador baleado foi ao chão e o socorro médico foi acionado.
O BG está tentando confirmar o nome do coronel com a assessoria da Polícia Militar, como também a causa e a situação do morador alvejado.
BG
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Governo anuncia mais duas parcelas do auxílio emergencial de R$ 600

Governo anuncia mais duas parcelas do auxílio emergencial de R$ 600
Por Agência Brasil - Brasília
Palácio do PlanaltoDesde que foi decretada a pandemia mundial, e o isolamento social foi recomendado para evitar o contágio pelo novo coronavírus, o governo brasileiro ofereceu um auxílio emergencial no valor de R$ 600, para 60 milhões de trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. 
Inicialmente, o benefício foi criado para ter três parcelas, mas agora o governo decidiu prorrogar o auxílio por mais duas parcelas. Em cerimônia na tarde desta terça-feira (30) o presidente Jair Bolsonaro anuncia a prorrogação do benefício.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Governo do RN detalha investimentos da Saúde no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus; contratação, adequação, leitos e compra de material

Governo do RN detalha investimentos da Saúde no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus; contratação, adequação, leitos e compra de material
O Governo do Rio Grande do Norte investiu em uma série de atividades, como previsto no Plano de Contingência para o Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, a fim de desacelerar o avanço da doença no estado. Uma das medidas apresentadas dentro do projeto para conter o coronavírus, foi o Plano Assistencial da Covid-19, adotado por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que proporcionou a compra de equipamentos, medicamentos, materiais médicos e insumos para testagem dos pacientes, para a manutenção e abertura de novos leitos nas oito regiões de saúde do estado.
Entre os investimentos feitos na saúde do estado em contratação, adequação e compra de material, o governo direcionou o montante de R$ 41,5 milhões, dividido entre: contratação de 20 leitos de UTI e 20 de enfermaria por 180 dias com a Liga Norte Rio Grandense (R$ 21,5 milhões); contratação para gestão de 30 leitos de UTI a serem instalados no Hospital Colônia Doutor João Machado (20 leitos) e Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho (10 leitos), por 6 meses, com o Instituto Jurídico Para Efetivação da Cidadania e Saúde – AVANTE SOCIAL (R$ 10,5 milhões); contratação para gestão de 05 leitos de UTI adulto e 10 leitos de retaguarda de enfermaria, por 6 meses, com o Natal Hospital Center S/A (R$ 4,9 milhões); contratação de locação de equipamentos médicos e fornecimento de acessórios e insumos para implantar 10 leitos de UTI com fornecimento de serviços de RH (enfermeiros e técnicos de enfermagem) para o Hospital Cel. Pedro Germano com a empresa MA Engenharia Clínica e Hospitalar (R$ 2,7 milhões); e contratação emergencial para incremento de leitos de UTI no município de Mossoró, pela Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Mossoró – APAMIM (R$ 1,9 milhão).
Outros R$ 57,2 milhões foram investidos em: contratação de pessoal temporário da área da saúde (R$ 19 milhões); compra de EPI (R$ 12,4 milhões); compra de material médico hospitalar e laboratorial, medicamentos e material de Limpeza e outros Insumos (R$ 10,1 milhões); aquisição de equipamentos hospitalares e laboratoriais (R$ 8,7 milhões); Transferências à Fundos Municipais de Saúde do RN (R$ 3,6 milhões); plantões médicos (cooperativas e Pessoas jurídicas) (R$ 3,4 milhões); contratação de serviços de manutenção de equipamentos Hospitalares e Outros Serviços (R$ 2,1 milhões); e contratação de mão de obra terceirizada (R$ 372 mil).
Os montantes, frutos de repasses do Ministério da Saúde, Governo do RN e doações, proporcionaram um aumento no número de leitos para o atendimento das vítimas da doença respiratória, com a aquisição de: monitores; respiradores; estabilizadores, carros de emergência; kit de material para respiração não invasivo; macas móveis; cardioversores; eletrocardiógrafos; e equipamento laboratorial. Além de medicamentos como anestésicos, analgésicos e antitérmicos, e equipamentos de uso individual para os profissionais da saúde, como: luvas, máscara e toucas.
A distribuição dos leitos por região de saúde no estado ficou assim:
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Mesmo com abertura gradual da economia, Governo do RN alerta que aglomerações como esportes coletivos e festas seguem proibidas

Mesmo com abertura gradual da economia, Governo do RN alerta que aglomerações como esportes coletivos e festas seguem proibidas
O secretário do Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, coronel Francisco Araújo, alertou no fim da manhã desta terça-feira(30), que a operação Pacto pela Vida continua em todos os municípios do Rio Grande do Norte para que se mantenha o isolamento social.
O coronel Araújo destacou que apesar da abertura gradual das atividades econômicas no estado, seguem proibidos esportes coletivos, festas e qualquer forma de aglomeração, conforme detalhado em decretos.
“As forças de segurança estarão agindo junto com o Procon para manter o isolamento social. Só haverá flexibilização maior se for mantido o isolamento. Se não acontecer isso, não poderemos avançar”, finalizou.
BG
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Fragmentos de óleo ainda poluem praias brasileiras, diz Marinha

Fragmentos de óleo ainda poluem praias brasileiras, diz Marinha
Por Alex Rodrigues
Oil spil is seen on Coruripe beach, Alagoas stateA Marinha informou que continua monitorando o aparecimento de pequenos fragmentos de óleo no litoral do Nordeste. Desde o último dia 19, porções do produto de origem desconhecida voltaram a atingir praias e costões dos estados de Alagoas e Pernambuco.
Em nota divulgada na noite de ontem (29), a Marinha informou que todo o óleo está sendo recolhido à medida que chega à costa, e amostras são enviadas para análise no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira. No instituto, mantido pela Marinha em Arraial do Cabo, litoral do Rio de Janeiro, especialistas analisam elementos que possam contribuir para identificar a origem do produto.
Há quase um ano, toneladas da substância surgiram em alto-mar e atingiram praias, costões, manguezais e outros habitats de todo o litoral do Nordeste, além de alguns locais do Espírito Santo e da costa norte do Rio de Janeiro.
Após meses sem registro de novas ocorrências, fragmentos de óleo voltaram a ser encontrados no último dia 19. Para especialistas, após permancer por meses em repouso no fundo do mar, a substância voltou a se soltar devido à ação das correntes marítimas combinada a fatores meteorológicos que, juntos, revolveram o fundo do oceano, carregando o óleo.
Ontem, vestígios do produto foram recolhidos no litoral capixaba, em São Mateus. Equipes da Capitania dos Portos dos Espírito Santo estiveram no local. Segundo a Marinha, análises preliminares “indicam ser o mesmo tipo de óleo que chegou à costa brasileira em 2019”. Em nota, a prefeitura de São Mateus confirma que "uma quantidade bem pequena" de pequenos fragmentos de óleo foi encontrada e recolhida na areia da Praia do Bosque, na Ilha de Guriri, em São Mateus   
Conforme a Agência Brasil noticiou, até o início da semana passada, novas ocorrências foram registradas em três praias de duas cidades do litoral sul pernambucano (Cupe e Muro Alto, em Ipojuca, e Tamandaré, no município de mesmo nome) e em duas localidades do litoral de Alagoas (Praia da Lagoa do Pau, em Coruripe, e Praia da Lagoa Azeda, em Jequiá da Praia).
“Desde então, ações da Marinha, em coordenação com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), bem como com autoridades ambientais dos estados e municípios, vêm sendo realizadas para mitigar os efeitos e avaliar as circunstâncias desse evento”, acrescentou a Marinha, que, até o momento, não sabe a origem do óleo. “Avaliações permanecem sendo realizadas com a participação da comunidade científica.”
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Atos antidemocráticos: Moraes renova prisão de blogueiro a pedido do MPF

Atos antidemocráticos: Moraes renova prisão de blogueiro a pedido do MPF
A pedido da Procuradoria-Geral da República e da Polícia Federal, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, renovou a prisão temporária do blogueiro Oswaldo Eustáquio por mais cinco dias.
A decisão foi assinada nesta terça (30). O ministro retirou o sigilo da peça para evitar, segundo seu despacho, interpretações equivocadas na imprensa com a divulgação parcial do texto.
A procuradoria alega no pedido de renovação da prisão que Eustáquio é suspeito de atividade potencialmente lesiva, por instigar extremismo com discurso ilegal nas redes.
O pedido menciona ainda que havia risco de fuga e que ele informou um endereço de um parente como residência, tendo portanto paradeiro incerto. 
Moraes determinou que o blogueiro seja alocado em cela separada das de presos comuns.
CNN
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

REVIRAVOLTA NO TRT-RN: CNJ anula voto de Bento Herculano, coloca Eduardo Rocha na Lista Tríplice de Desembargador e manda refazer votação de 3º nome

REVIRAVOLTA NO TRT-RN: CNJ anula voto de Bento Herculano, coloca Eduardo Rocha na Lista Tríplice de Desembargador e manda refazer votação de 3º nome
Após quase um ano da sessão de votação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RN), a disputa judicial no Conselho Nacional de Justiça chegou ao fim nesta terça-feira, 30, mudando a votação da Lista Tríplice para vaga de desembargador.
Por maioria de votos, 7 no total, o CNJ seguiu o voto do conselheiro André Godinho, o qual votou por manter a escolha de Marcelo Barros para o primeiro nome, porém quanto “ao segundo escrutínio, declarar a invalidade do voto proferido pelo Presidente do TRT21, Bento Herculano, e considerar indicado o advogado Eduardo Serrano da Rocha, Requerente do presente PCA, por aplicação do critério regimental da idade”.
Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Fiocruz encontra novo coronavírus em 94% do esgoto em Niterói

Fiocruz encontra novo coronavírus em 94% do esgoto em Niterói
Por Vitor Abdala
Estação de tratamento de esgoto de UberabaUm estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou a presença do novo coronavírus (covid-19) em 94% das amostras de esgoto coletadas em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. As amostras foram coletadas nas quatro primeiras semanas de junho, em 29 pontos da cidade.
Os pontos de coleta incluem quatro estações de tratamento de esgoto, dois pontos de descarte de efluentes hospitalares e redes coletoras. A média de presença do coronavírus em todas as coletas entre 15 de abril e 23 de junho é de 85%. A pesquisa deve ser feita até abril de 2021.
“Desde as análises da primeira rodada de coletas, ainda em abril, já podíamos imaginar que esse projeto evidenciaria a eficácia da metodologia no monitoramento da disseminação do vírus”, disse a chefe do Laboratório de Virologia Comparada e Ambiental da Fiocruz, Marize Pereira Miagostovich.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

China sanciona lei de segurança para Hong Kong

China sanciona lei de segurança para Hong Kong
Por Clare Jim e Yew Lun Tian
Anti-government protesters attend a rally to call for democratic reforms in Hong Kong, China January 19, 2020. REUTERS/Tyrone SiuO Parlamento da China sancionou uma lei de segurança nacional para Hong Kong nesta terça-feira (30), preparando o terreno para as mudanças mais radicais no estilo de vida da ex-colônia britânica desde que ela voltou ao controle chinês há 23 anos.
Detalhes da lei - que chega como uma reação aos protestos pró-democracia, muitas vezes violentos, do ano passado na cidade e almeja combater a subversão, o terrorismo, o separatismo e o conluio com forças estrangeiras - devem ser divulgados ainda hoje.
Em meio ao temor de que a legislação destruirá as liberdades do polo financeiro global e aos relatos de que a pena mais severa prevista será a prisão perpétua, o grupo Demosisto, do ativista democrático Joshua Wong, anunciou que se dissolverá. "Isso marca o fim da Hong Kong que o mundo conheceu antes", disse Wong no Twitter.
A lei aproxima Pequim ainda mais de uma rota de colisão com Estados Unidos (EUA), o Reino Unido e outros governos ocidentais, que disseram que a lei afeta o alto grau de autonomia que a cidade recebeu na transferência de 1º de julho de 1997.
Os EUA, já em atrito com a China por causa do comércio, do Mar do Sul da China e do novo coronavírus, começaram a eliminar o tratamento diferenciado de Hong Kong, contemplado na lei norte-americana na segunda-feira, suspendendo exportações de defesa e restringindo o acesso à tecnologia. A China disse que retaliará.
A líder de Hong Kong, Carrie Lam, falou por videoconferência com o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, e fez um apelo à comunidade internacional para "respeitar o direito do país de salvaguardar a segurança nacional".
Ela disse que a lei, que deve entrar em vigor de imediato, não minará a autonomia ou o Judiciário independente da cidade.
Autoridades de Pequim e Hong Kong vêm repetindo que a legislação visa alguns "arruaceiros" e que não afetará direitos e liberdades, nem os interesses dos investidores.
A lei pode passar por um teste precoce, já que ativistas e políticos pró-democracia dizem que, apesar das restrições do novo coronavírus, desafiarão uma proibição da polícia e farão uma manifestação no aniversário da transferência, nesta quarta-feira, 1º de julho.
Em contraste, dezenas de apoiadores de Pequim estouraram rolhas de champanhe e acenaram com bandeiras chinesas diante da sede do governo para comemorar.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

PF pede prisão de Wilson Lima e faz apreensão em hotel; STJ nega medida

PF pede prisão de Wilson Lima e faz apreensão em hotel; STJ nega medida

A Polícia Federal pediu a prisão do governador do Amazonas, Wilson Lima, e também o afastamento dele do mandato, na investigação de desvios na compra de respiradores para saúde pública do estado. Mas isso não ocorreu. O ministro do Superior Tribunal de Justiça Francisco Falcão negou as medidas consideradas mais duras "pelo menos neste momento", disse ele. No entanto, Falcão autorizou todas as outras diligências.
Ao saber que o governador havia deixado o Amazonas, a PF pediu ao STJ para cumprir mandado de busca e apreensão também em Brasília, para onde Wilson viajou na noite dessa segunda-feira (29). Agentes da PF estiveram na manhã desta terça (30) no quarto de hotel em que ele estava hospedado e recolheram objetos.
      
A viagem chamou atenção da investigação. "O fato de ele ter saído do Amazonas foi estranho", afirmou um dos principais investigadores à CNN.
A casa de Wilson Lima no Amazonas, a sede do governo e endereços em São Paulo também foram alvos de buscas. 
De acordo com a investigação, uma empresa de vinhos foi contratada para venda dos respiradores. "Algo grotesco. Não é uma fraude refinada. Foi a crença total na impunidade, justamente no epicentro da doença em Manaus", afirmou o investigador à coluna.
Impasse  

A operação dessa terça-feira foi realizada pela PF e o Ministério Público Federal. O caso é investigado também pelo Ministério Público Estadual, que deflagrou operação no início do mês. Para investigadores federais, essa ação pode ter servido de alerta para Wilson Lima. Uma fonte reclamou da existência de tantas investigações ao mesmo tempo.
Oito pedidos de prisão temporária foram autorizados pela justiça. Foram presos a secretária de Saúde do Amazonas, Simone Araujo de Oliveira Papaiz; João Paulo Marques dos Santos, ex-secretário de saúde; Perseverando da Trindade Garcia Filho, ex-secretário executivo adjunto de saúde; Alcineide Figueiredo Pinheiro, ex-gerente de compras da Secretaria de Saúde. Também foram detidos Fábio José Antunes Passos, Cristiano da Silva Cordeiro, Luciane Zuffo Vargas de Andrade e Renata de Cássia Dias Mansur Silva.
Não é a primeira vez que há uma operação para investigar desvios na Saúde do estado do Amazonas. A operação Maus Caminhos prendeu o ex-governador do estado José Mello (PROS), em 2017.
CNN
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Grave acidente na BR-101, na Grande Natal, termina em morte no fim da manhã desta terça

Grave acidente na BR-101, na Grande Natal, termina em morte no fim da manhã desta terça
Um acidente sem detalhes resultou em morte no fim da manhã desta terça-feira(30) na BR-101, na Grande Natal, próximo ao bairro de Emáus, em Parnamirim.
Informações preliminares dão conta de um motociclista como vítima fatal. Em decorrência do impacto a ser detalhado, o veículo acabou pegando fogo. Em decorrência, o trânsito no local ficou parado.
A Polícia Rodoviária Federal(PRF) se encontra no local.
BG
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Guedes diz que empréstimos a empresas ainda não são suficientes

Guedes diz que empréstimos a empresas ainda não são suficientes
Por Kelly Oliveira
O ministro da Economia, Paulo Guedes. fala à imprensa no Palácio do PlanaltoO ministro da Economia, Paulo Guedes, reconheceu hoje (30) que os empréstimos para atender as empresas não foram suficientes até agora. Guedes participa de audiência pública virtual, promovida pela Comissão do Congresso que acompanha a situação fiscal e a execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas ao coronavírus (covid-19).
“Tenho a maior franqueza em reconhecer que, na parte de crédito, ele não foi satisfatório até o momento, e nós continuamos aperfeiçoando o nosso programa para o dinheiro chegar à ponta, que era a maior reclamação”, disse.
Guedes afirmou que o governo tem um “time técnico muito bom”, mas a demanda por crédito cresceu muito. Ele citou o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, e os presidentes de bancos públicos. “Como [a pandemia] travou o país inteiro, a necessidade de capital de giro triplicou, quadruplicou. Então, mesmo expandindo o crédito, como expandimos, a verdade é que continuou insuficiente. Continuamos, o tempo inteiro, aperfeiçoando os programas em busca de um melhor desempenho”, disse.
Por outro lado, Guedes disse que o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEM) foi bem-sucedido. “No mercado formal americano, em cinco, seis semanas, demitiram 30 milhões, e aqui nós impedimos a demissão de 10 milhões. Houve, nesse período, uma demissão de em torno de 1 milhão de pessoas só no mercado formal, o que foi absolutamente excepcional, foi extraordinário”, disse.

Perdas
Guedes disse que o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) também será “muito bem-sucedido”. Ele ressaltou, porém, que o programa pode gerar “alguma perda”. “Sabemos que deve haver alguma perda nesse programa, mas a nossa responsabilidade é conceder esses recursos. Isso explica até uma frase minha muito mal compreendida naquele vazamento de uma reunião ministerial onde eu dizia: 'Olha, com as empresas grandes, nós vamos até ganhar dinheiro, agora, com as pequenas, não'”, destacou o ministro, referindo-se à reunião ministerial do dia 22 de abril, que teve o sigilo do vídeo retirado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
O ministro afirmou que, em nenhum momento, quis dizer que não haveria liberação de recursos para as pequenas empresas. “Era justamente o contrário: é que, quando você empresta para um gigante, para uma companhia aérea, uma coisa assim, o governo tem que dar uma satisfação à população porque ele está salvando um gigante econômico; então, ele tem que ganhar algum dinheiro para fazer isso. Então, nós desenhamos as debêntures conversíveis exatamente para isto: eu salvo a empresa aérea, mas, quando ela voltar a voar e ganhar dinheiro, o estado ganhou dinheiro”, disse.
Segundo o ministro, no caso das pequenas empresas a situação é diferente. “Já a pequenininha, não. Você vai dar dinheiro para milhares de pequenas empresas, e algumas podem realmente morrer no caminho e não conseguir pagar. Então, com as pequenas, a gente pode não ganhar dinheiro. Mesmo assim, daremos o crédito, foi isso que eu estava falando. E aí deformaram completamente a frase, dizendo que a gente não dá dinheiro para os pequenos para não perder.”.

Auxílio emergencial
Guedes confirmou que o auxílio emergencial será estendido por mais três meses, com a perspectiva de arrefecimento da pandemia de covid-19 nesse período. “Estamos contando que este é o quadro: ao longo desses três meses, a pandemia deve retroceder com algum vigor, e nós, então, estaremos fazendo o nosso retorno seguro ao trabalho – a verificar à frente”, disse Guedes.
O ministro acrescentou que, se a curva de contaminação não “descer” nesse período, o governo vai avaliar a necessidade de nova extensão do benefício.
Guedes não detalhou os valores das três parcelas porque o anúncio dessa medida está previsto para esta tarde.

Investimentos
Na audiência, Guedes também afirmou que o governo tem “60, 90 dias” para destravar os investimentos no país.
“Saneamento, cabotagem, setor elétrico, petróleo, gás natural, tudo isso. É nesse sentido que vamos surpreender o mundo daqui a dois, três meses. Quando tivermos já realizado a volta segura ao trabalho, estaremos já disparando nossas ondas de investimento exatamente por esse trabalho de aperfeiçoamento do marco regulatório, do marco institucional brasileiro pelo Congresso. Esta é a nossa agenda de curto prazo: por um lado, o social, com a prorrogação do auxílio emergencial; por outro lado, o destravamento das fronteiras de investimento brasileiro”, afirmou.
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Coronavírus: 'consórcio de doação' leva toneladas de alimentos produzidos por comunidades quilombolas e caiçaras a bairros pobres de SP

Coronavírus: 'consórcio de doação' leva toneladas de alimentos produzidos por comunidades quilombolas e caiçaras a bairros pobres de SP

Mais de 250 quilômetros separam duas regiões pobres de São Paulo: o Vale do Ribeira, ao sul do Estado, e a Vila Brasilândia, na zona norte da capital, uma das áreas mais atingidas pelo novo coronavírus. Mas, nas últimas semanas, uma rede de doação de alimentos conectou os dois territórios.
Tudo começou com a pandemia de covid-19. Com o isolamento social, a maior parte da produção agrícola de 16 comunidades quilombolas do Vale do Ribeira corria o risco de estragar.
Antes da quarentena, mais de 95% dos alimentos eram vendidos a municípios do entorno por meio de um programa de compra de merenda para escolas públicas.
Esses produtos, cultivados em pequena escala na roça, representam boa parte da renda dos quilombolas da região. As comunidades ficam em áreas isoladas e, em boa parte, são cobertas pela mata atlântica remanescente.
"Com a quarentena, as escolas fecharam e as cidades deixaram de comprar os produtos. Eles ficam acumulados, e a gente iria perder tudo", explica Rosana de Almeida, diretora financeira da Cooperativa dos Agricultores Quilombolas do Vale do Ribeira (Cooperquivale).
BBC
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

Pesquisadores da China descobrem nova gripe suína com 'potencial pandêmico'

Pesquisadores da China descobrem nova gripe suína com 'potencial pandêmico'

Pesquisadores chineses descobriram um novo tipo de gripe suína, que pode infectar humanos e tem potencial para causar uma futura pandemia, segundo um estudo divulgado nessa segunda-feira (29).
A doença, que ganhou o nome de vírus G4, é geneticamente descendente da gripe suína H1N1 que causou uma pandemia global em 2009. O G4 agora apresenta "todas as características essenciais de um candidato a vírus pandêmico", disse o estudo, publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).
Ele foi descoberto durante um programa de vigilância de suínos de 2011 a 2018, no qual coletaram mais de 30.000 amostras de zaragatoa nasal de porcos em matadouros e hospitais veterinários em 10 províncias chinesas.
A partir dessas amostras, os cientistas identificaram 179 vírus da gripe suína, mas nem todos eles representaram uma preocupação. Eventualmente, caíram para níveis que não causam ameaça.
Mas o vírus G4 continuou aparecendo em porcos, ano após ano, e até mostrou aumentos acentuados na população suína após 2016. 
Testes adicionais mostraram que o G4 pode infectar humanos, ligando-se às nossas células e receptores, e pode se espalhar rapidamente dentro das células das vias aéreas. E embora o G4 possua genes H1N1, as pessoas que receberam vacinas contra a gripe sazonal não terão imunidade.
O G4 parece já ter infectado humanos na China. Nas províncias de Hebei e Shandong, ambos locais com alto número de suínos, mais de 10% dos suínos em fazendas de porcos e 4,4% da população em geral tiveram resultados positivos em uma pesquisa de 2016 a 2018.
Ainda não há evidências de que o G4 possa se espalhar de pessoa para pessoa, mas os pesquisadores alertaram que o vírus está aumentando entre as populações de porcos e pode "representar uma séria ameaça à saúde humana". 
A transmissão do vírus de porco para humano pode "levar a infecções graves e até a morte", aponta o estudo, que pede vigilância e controle mais fortes da propagação do vírus.

Monitoramento e descoberta
Em 2009, a pandemia de gripe suína H1N1 matou cerca de 151.700 a 575.400 pessoas em todo o mundo. Depois disso, autoridades e cientistas intensificaram a vigilância das populações de porcos para observar o vírus com "potencial pandêmico".
A gripe suína ocorre em pessoas que estão em contato com porcos infectados. Os sintomas são semelhantes aos da gripe humana comum e podem incluir febre, falta de apetite, tosse, coriza, garganta inflamada, náusea, vômito e diarréia. 
Depois de 2009, o vírus H1N1 em humanos se espalhou de volta para porcos em todo o mundo, e os genes se misturaram a novas combinações – criando novos vírus como o G4. 
"É preocupante que a infecção humana pelo vírus G4 melhore a adaptação humana e aumente o risco de uma pandemia humana", disseram os autores do estudo, baseado em várias instituições chinesas, incluindo a Universidade Agrícola Shandong e o Centro Nacional de Influenza da China.
Para diminuir o risco de que isso aconteça, agricultores e autoridades chinesas precisam controlar a propagação do vírus entre os porcos e monitorar de perto as pessoas que trabalham com animais, disse a equipe.
O novo estudo ocorre enquanto o mundo enfrenta a pandemia de Covid-19, que já infectou mais de 10,3 milhões de pessoas em todo o planeta e causou mais de 500.000 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.
A cidade chinesa de Wuhan é o marco zero do novo coronavírus, que surgiu em dezembro do ano passado e começou a se espalhar, internacionalmente, em janeiro. O surto levou a China a impor bloqueios rigorosos em todo o país, fechando as fronteiras locais e provinciais e ordenando que os residentes fiquem em casa. 
O país começou a reabrir em março, depois de conter o vírus em grande parte – mas novos surtos e transmissões locais nas últimas semanas viram algumas cidades voltarem ao sistema de isolamento social. 
CNN
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI

PF mira governador do Amazonas e secretária de Saúde sob suspeita de desvios de recursos do coronavírus

PF mira governador do Amazonas e secretária de Saúde sob suspeita de desvios de recursos do coronavírus

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a Operação Sangria, que mira o governador do Amazonas Wilson Lima (PSC) sob suspeitas de desvios de recursos do combate ao coronavírus. A PF cumpre mandado de prisão temporária contra a secretária de Saúde Simone Papaiz e contra outros sete alvos. O governador é alvo de buscas, que também miram outros 19 alvos.
Os mandados foram expedidos pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão. A operação foi solicitada pela PF, com concordância quase integral da Procuradoria-Geral da República (PGR). A PF, entretanto, havia solicitado a prisão temporária do governador do Amazonas, mas a PGR se posicionou contrariamente ao pedido. O ministro Falcão indeferiu o mandado de prisão contra Wilson Lima.
Tanto a PGR como a PF apontam Wilson Lima como líder de uma organização criminosa montada para desviar os recursos. Em seus pedidos, os investigadores apontam que o governador tinha conhecimento e participação na dispensa de licitação que gerou o contrato suspeito de desvios.
“No inquérito, constam provas e indícios revelando o desvio de recursos públicos federais, os quais eram destinados ao sistema hospitalar estadual, em razão da emergência provocada pelo novo coronavírus”, diz a PF. Há suspeitas de fraude na contratação de empresa para fornecimento de respiradores e superfaturamento de pelo menos R$ 1,7 milhão.
A PF aponta que a secretária de Saúde estava dificultando o andamento de investigações do Tribunal de Contas do Estado sobre os desvios de recursos. Também foram alvos de prisões temporárias ex-integrantes de cargos de direção na Secretaria de Saúde, suspeitos de envolvimento no contrato alvo da investigação, João Paulo Marques dos Santos e Perseverando da Trindade Garcia Filho.
A principal suspeita da investigação é a fraude na contratação da empresa FJAP E CIA LTDA para o fornecimento de 28 ventiladores mecânicos, usados para ajudar na respiração dos pacientes com Covid-19.
Segundo a investigação, a FJAP subcontratou uma outra empresa para fornecer os respiradores. O governo do Amazonas pagou R$ 2,9 milhões pelos 28 respiradores, mas a FJAP comprou os equipamentos de uma outra empresa pelo valor de R$ 2,48 milhões. Esta empresa, por sua vez, adquiriu os produtos pelo valor inicial de R$ 1 milhão. Por isso, há suspeitas do superfaturamento na compra dos respiradores.
O Globo
QUER CONTINUAR LENDO? CLICA AQUI